Para que serve a psicanalise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1556 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GEOVANA DE PAULA GONÇALVES






PARA QUE SERVE A PSICANÁLISE?
Trabalho entregue ao professor Paulo Gonçalves, como parte da avaliação do quarto bimestre do 4º N do curso de Psicologia.










FRANCA
2012
Para que serve a psicanálise?

A psicanálise antes de ser um tratamento, uma tentativa de sanar o sofrimento é uma invenção humana inserida na sociedade e cultura, porse tratar do começo ao fim a dinâmica do funcionamento psíquico humano se constitui também a partir da postura do terapeuta que se estende ao paciente, se trata de uma reflexão ética sobre essa condição de imperfeição, desejos, conflitos... Em fim nossa condição de humanidade.
O instrumento pelo qual se torna possível a psicanálise, é a comunicação, podemos pensar que nos tempos atuais sair decasa, ir até um consultório para falar com outra pessoa é perder tempo, é ultrapassado, se enxergarmos o resultado da evolução tecnológica nas áreas da informação e comunicação. Porém a psicanálise serve também para refletir e analisar esses fatos. Podemos nos perguntar por que a tecnologia evolui muito mais nesse sentido do que em outros, como a facilitação do trabalho, meios de transportes, novoscombustíveis... Ela se desenvolveu plenamente na área da comunicação exatamente porque esse é o interesse de todo individuo: se relacionar, estar junto, falar com um outro, criar laços.
Essa necessidade de criar laços, de se comunicar é uma tentativa de encontrar algo que o tire do desampara, a psicanálise serve para isso, para ajudar o ser humano a reconhecer a falta que o leva a sofrimentos einquietações, nesse sentido a psicanálise não é algo ultrapassado como dizem, a fala comprometida que existe em uma analise não se compara ao tantas maneira “evoluídas” de comunicação que a tecnologia nos trouxe.
Essa inquietação da falta tenta ser apaziguada através do consumo excessivo, não só de bens materiais e objetos, a pressão do apelo para que a falta seja preenchida tornam as pessoasalvos fáceis para qualquer tipo de objeto, coisa, rede que as livre da sensação de vazio e desamparo. A sociedade diz que o correto é aquilo que não causa dor, é a felicidade e completude, porém isso seria inumano, nossa humanidade é imperfeita, o belo do humano é a imperfeição e a assimetria.
A busca da psicanálise é entender essa complexidade de beleza e imperfeição que constituem o paradoxohumano, por isso ela não se explica através da objetividade de Descartes e das ciências naturais, pois o ser humano é subjetivo e sua subjetividade não se sujeita a leis exatas. Assim sendo ela é muito melhor explicada pelo prisma das artes.
A humanidade durante sua trajetória histórica buscou no externo, maneiras para pautar seu comportamento, para lhe dar uma direção diante da sensação de estarperdido causada pela falta, primeiro com os gregos esse norte foi o direito, porém a condição de cidadão não foi suficiente, então surgiu a religião representada essencialmente pelo cristianismo, porém mesmo com todos os excessos não foi capaz de abarcar a complexidade humana, o apelo ao divino se deslocou então para a razão e teve em Descartes seu representante mais ativo. Porém como já foi dito essarazão não basta para explicar o homem, as leis gerais e objetivas que a ciência criara não passavam de uma maneira de proteger os indivíduos da imprevisão daquilo que não se conhece e não se espera.
Visto que esse pensamento objetivo não bastava se formou um movimento novo, que valoriza a subjetividade e a emoção, dando assim abertura para que se desenvolvesse a psicanálise. Esse movimento sedeu através da arte que até então seguia o mesmo padrão formatado e objetivo das ciências. O movimento barroco trouxe então o fervor de formas e expressões não simétricas, porém que transbordavam emoção e vida, que não cedia ao padrão de ordem, harmonia e equilíbrio.
Assim como na arte barroca a psicanálise se manifesta naquilo que é vivo, sem formas precisas, aquilo que tem força na expressão e...
tracking img