Paper idoso no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DA ASSISTENTE SOCIAL EM INSTITUIÇÕES DE LONGA PERMANÊNCIA PARA IDOSOS.



Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Bacharelado em Serviço social (SES0501)
04/12/2010







RESUMO


O presente trabalho tem por objetivo discutir a questão do serviço social na prática com idosos institucionalizados, a situação do idoso no Brasil, a importância dafamília nesta fase da vida. O envelhecimento da população brasileira vem ocorrendo de forma rápida, contribuindo assim para um novo perfil populacional. O número de idosos cresce a cada dia nas últimas décadas. Envelhecer com qualidade de vida é um dos grandes desafios nos dias de hoje.



Palavras-chave: Idosos. Assistente social. Envelhecimento.




1 INTRODUÇÃO


Oenvelhecimento não é apenas um processo natural presente em todos os tipos de ciclo de vida, mas um conjunto de processos que compreende múltiplas dimensões, sendo elas cronológica, biológica, psicológica, política, cultural e social. O contexto social é importante para compreender questões referentes às modificações decorrentes do processo. Envelhecer é passar pelos anos e perceber as alterações e asconseqüências do tempo na própria vida. No Brasil até o ano 2025, possivelmente ocuparemos o sexto lugar da população de idosos do planeta com 31,8 milhões de indivíduos com 60 anos ou mais. Porém, estamos longe de atingirmos o envelhecimento bem sucedido.

2 A SITUAÇÃO DO IDOSO NO BRASIL.

A participação de idosos na população brasileira aumentou significativamente entre 1999 e 2009, segundoo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número de idosos passou de 14,8 milhões, em 1999, para 23,7 milhões, em 2009. O instituto considera idosas as pessoas com 60 anos ou mais, mesmo limite de idade considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para os países em desenvolvimento.

O envelhecimento da população brasileira é reflexo do aumento da expectativa devida, devido ao avanço no campo da saúde e à redução da taxa de natalidade. A população brasileira vive, hoje, em média 68,6 anos, estima se que até o ano de 2025 o Brasil possua 31,8 milhões de indivíduos com 60 anos ou mais. O envelhecimento populacional brasileiro caracteriza-se pelo acúmulo de incapacidades progressivas nas suas atividades funcionais e de vida diária, associada a condiçõessocioeconômicas adversas.

O acelerado ritmo de envelhecimento no Brasil cria novos desafios para a sociedade Brasileira contemporânea, onde esse processo ocorre num cenário de profundas transformações sociais, urbanas, industriais e familiares. A qualidade de vida e o envelhecimento saudável requerem uma compreensão mais abrangente e adequada de um conjunto de fatores que compõem o dia adia do idoso.[pic][pic][pic][pic][pic][pic][pic][pic][pic][pic]



3 ESTATUTO DO IDOSO.

Os desafios trazidos pelo envelhecimento da população têm diversas dimensões e dificuldades. O envelhecimento da população influencia o consumo, a transferência de capital e propriedades, impostos, pensões, o mercado de trabalho, a saúde e assistência médica, a composição e organização da família.É um processo normal, inevitável, irreversível e não uma doença. Portanto, não deve ser tratado apenas com soluções médicas, mas também por intervenções sociais, econômicas e ambientais.
A política pública de atenção ao idoso se relaciona com o desenvolvimento sócio-econômico e cultural, bem como com a ação reivindicatória dos movimentos sociais. Um marco importante dessa trajetória foi oEstatuto do Idoso que após sete anos tramitando no Congresso, em setembro de 2003, foi aprovado. Amparando os mais diferentes aspectos da vida cotidiana, a referida Lei destaca o papel da família reforçando e enfatizando a obrigação da família, da sociedade e do Poder Público de assegurarem o direito à saúde, alimentação, cultura, esporte, lazer, trabalho, cidadania, liberdade, dignidade,...
tracking img