Painel fotovolaico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATOS DE SALA DE AULA

Palavras Cruzadas como Recurso Didático no
Ensino de Teoria Atômica

Edemar Benedetti Filho, Antonio Rogério Fiorucci,
Luzia Pires dos Santos Benedetti e Jéssica Alves Craveiro

Este artigo apresenta uma atividade lúdica desenvolvida em sala de aula e como atividade extraclasse, que
consiste no uso de palavras cruzadas que permitem aos alunos revisarem e/ouexercitarem operacionalmente
conceitos, definições e episódios históricos da teoria atômica. O uso das palavras cruzadas foi proposto como
uma atividade em substituição à resolução de exercícios tradicionais de fixação. A proposta foi aplicada em
turmas do Ensino Médio de uma escola pública de Dourados, região sul de Mato Grosso do Sul, e avaliada
como satisfatória quanto aos aspectos decomportamento e de aprendizagem.
atividades lúdicas, teoria atômica, jogos em química
Recebido em 21/04/08, aceito em 13/10/08

88

P

Education, como a proposta de James
or muito tempo, o Ensino de Quí(1929) descrevendo um jogo sobre
mica se manteve voltado apenas
ligações e reações químicas.
à transmissão de conceitos,
Anualmente essa revista cientíe somente a Pedagogia discutia os
ficapublica diversos artigos sobre
problemas relativos ao processo
diferentes tipos de jogos, incluindo
ensino-aprendizagem. Atualmente,
passatempos, para o aprendizado
são propostas novas metodologias de
da Química como, por exemplo, os
levar aos alunos um ensino mais dinâdescritos por Nowosielski (2007)
mico e, nesse contexto, está inserida a
que enfoca o conceito de concenutilização deatividades lúdicas. Nessa
tração; por Welsh (2007) que discute
perspectiva didática, poucos trabalhos
a nomenclatura dos compostos
envolvendo o uso de atividades lúdiquímicos; por Crute e Myers (2007)
cas no ensino de Química têm sido
sobre grupos funcionais em química
publicados recentemente na literatura
orgânica; por Perez e
brasileira (Soares e
Lamoureux (2007)
cols., 2003; OliveiraAtualmente, são propostas
discutindo os aminoe Soares, 2005; Sonovas metodologias de
ácidos; e por Costa
ares e Cavalheiro,
levar aos alunos um ensino
(2007) que aborda
2006; Giacomini e
mais dinâmico e, nesse
isomeria óptica.
cols., 2006). Embora
contexto, está inserida a
Indiscutivelmenpropostas da utiliutilização de atividades
zação de atividades
te, muitos professolúdicas.
res deQuímica se
lúdicas no ensino de
utilizam de jogos e
Química sejam relatipassatempos para tornar o aprendivamente recentes no Brasil, estas são
zado desta mais divertido e relevante
bastante relatadas em língua inglesa,
(Russel, 1999). Tal uso de atividades
aparecendo já nas primeiras publicalúdicas fica evidente em uma revisão
ções do periódico Journal of Chemical
A seção “Relatos de sala deaula” socializa experiências e construções vivenciadas nas aulas de Química ou a elas
relacionadas.
QUÍMICA NOVA NA ESCOLA

Palavras Cruzadas como Recurso Didático

bibliográfica elaborada por Russell e
publicada em 1999 na qual apresenta
uma lista de 67 jogos de Química publicados ou comercializados em língua inglesa. A lista poderia ser maior,
pois não contempla jogos elaborados
paracomputadores considerados
obsoletos na data de publicação da
revisão. Nesta, os jogos estão organizados de acordo com o assunto e
uma descrição sucinta de cada um
está presente.
Nos debates acerca da utilização do jogo com fins educativos, é
comum a discussão quanto às suas
duas funções principais. Segundo
Kishimoto (1996), uma se refere à
função lúdica, ou seja, o jogo relacionado com adiversão, ao prazer; e outra, à função educativa, na qual está
envolvido o pedagógico, o educativo.
Para uma boa aplicação dos jogos
educativos, é necessário um equilíbrio entre as duas funções (Soares
e Cavalheiro, 2006; Kishimoto, 1996)
para se obter um ensino prazeroso e
uma aprendizagem significativa.
Neste trabalho, desenvolvemos
e avaliamos a utilização de palavras
cruzadas como...
tracking img