Paciente terminas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1606 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Assistência ao paciente terminal

Um paciente em cuidados paliativos apresenta uma curva descendente com um comprometimento cada vez maior da sua independência, cada vez mais dependendo dos outros e necessitando de mais cuidados. Esse não é um processo fácil para o paciente nem para a família e muito menos para o cuidador.
O atendimento ao paciente terminal pode ser feito em ambulatóriosespecializados. Em alguns casos surge a necessidade de se fazer alguns procedimentos médicos, o que pode ser feito em hospitais dia a dia. Nesses locais, o paciente pode vir para receber uma transfusão ou realizar um procedimento que facilite a alimentação. Por exemplo, em um paciente com câncer de esôfago irressecável, fazer uma gastrostomia (fazer uma abertura no estômago do paciente de modo queele possa ser alimentado por um tubo sem ter que passar pelo esôfago) pode fazer com quer ele continue se alimentando.
Em alguns casos, em vez de ir ao hospital, a assistência médica vai à casa do paciente. É o que chamamos de atendimento domiciliar. Há vários hospitais públicos com serviço de atendimento domiciliar. Isso facilita a vida do paciente e sua família porque não é fácil muitas vezestransportar esse paciente de um local para outro. Alguns pacientes vão precisar de cuidados em enfermaria ou mesmo em Unidade de Terapia Intensiva.
Cuidados ambulatoriais
Um ambulatório de cuidados paliativos funciona recebendo os pacientes encaminhados de outros setores ou de especialidades clínicas e cirúrgicas por meio de um pedido de consulta ou de um encaminhamento. É conveniente sempre tercritérios de inclusão e exclusão adequados para cada instituição. É importante que o serviço de saúde que encaminha o paciente trabalhe de forma integrada com o ambulatório de cuidados paliativos.
De uma maneira geral, são encaminhados para ambulatórios de cuidados paliativos os pacientes que têm em torno de seis meses de sobrevida. A Organização Mundial da Saúde recomenda que o paciente sejaencaminhado a esse tipo de ambulatório assim que o diagnóstico for realizado. O tempo de seis meses é um número aproximado já que ninguém consegue predizer exatamente o tempo de sobrevida. Alguns sistemas de saúde autorizam o uso de seis meses do ambulatório de cuidados paliativos. Mas essa é uma realidade principalmente americana. No Brasil, o paciente permanecerá sob cuidados o tempo que fornecessário, que, em média, acaba girando em torno de seis meses. É importante que o ambulatório de cuidados paliativos seja flexível de modo a poder atender bem os seus pacientes e sempre tratá-los de forma individualizada, já que o que se adapta a um determinado paciente nem sempre se adapta aos demais.
Dor
Quase 25% dos pacientes de câncer morrem com dor severa e não aliviada. Um dos grandesproblemas que o paciente tem é encontrar uma linguagem adequada para expressar sua dor, de modo a que seja adequadamente identificada e cuidada. Estudos realizados nas unidades de cuidados paliativos e câncer da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 4,5 milhões de pacientes em países em desenvolvimento e desenvolvidos morrem anualmente sem receber tratamento da dor e sem que lhes sejamconsiderados outros sintomas tão prevalecentes quanto à dor e que também causam sofrimento.
A dor é uma experiência pessoal e complexa que envolve vários componentes sensoriais, sociais, emocionais e comportamentais desagradáveis, associada a uma lesão tissular real ou potencial. Conceitualmente, nocicepção é a resposta neural ao estímulo nociceptivo e dor é a percepção consciente da nocicepção. Ador pode ser: aguda visceral e somática.
A dor aguda geralmente esta associada a algum tipo de lesão corporal e tende a desaparecer logo que esta melhor.
A dor crônica é aquela que prolonga por mais de seis meses. É aquela que persiste além do tempo razoável e esperado para a cura de uma lesão, ou que esteja associada e esperada para a cura de uma lesão, o que está associada a doenças...
tracking img