Eletrocardiograma

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1216 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O ciclo cardíaco * Introdução * Sístole e diástole * O funcionamento dos átrios * Variações da pressão atrial – As ondas “a”,”c" e “v” * O enchimento dos ventrículos * O período de contração isovolumétrica * O período de ejeção * O período de relaxamento isovolumétrico * Volume diastólico final, volume sistólico final e débito sistólico Introdução Os eventos cardíacosque ocorrem no início de cada batimento, até o início do próximo batimento, são chamados de ciclo cardíaco. Cada ciclo tem início quando é gerado um potencial de ação espontâneo no nodo sinusal, localizado na parede superior do átrio direito, próximo da abertura da veia cava superior. Este potencial de ação se propaga pelo átrio direito, atinge o feixe A-V e se encaminha em seguida para osventrículos. Esta disposição permite um atraso de cerca de 1/10 s na passagem do impulso dos átrios para os ventrículos, permitindo que os átrios se contraiam antes dos ventrículos, e colaborando com o enchimento ventricular antes da sua contração. Sístole e diástole O ciclo cardíaco consiste de um período de relaxamento, onde o coração se enche de sangue, período este denominado de diástole, seguido de umperíodo de contração, denominado sístole. O gráfico abaixo mostra os diferentes eventos do ciclo cardíaco: 1) Início da diástole, abertura das válvulas tricúspide e mitral e enchimento ventricular; 2) Fechamento das válvulas de entrada, final da diástole; 3) Contração ventricular, abertura das válvulas pulmonar e aórtica - sístole ventricular; 4) Final da sístole ventricular, fechamento dasválvulas pulmonar e aórtica; 5) Reinício da diástole atrial e ventricular.
A relação entre o eletrocardiograma e o ciclo cardíaco   O eletrocardiograma, demonstrado esquematicamente na figura acima, mostra as ondas P, Q, R, S e T,. Elas evidenciam as voltagens elétricas geradas pelo coração, e registradas pelo eletrocardiógrafo na superfície do corpo. A onda P é causada pela dispersão dadespolarização através dos átrios, seguida da contração atrial, que provoca uma pequena elevação da curva de pressão atrial, imediatamente após a onda P. Cerca de 0,16 s após a onda P, ocorre a onda QRS, que evidencia a despolarização e o início da contração dos ventrículos , desencadeando o aumento da pressão ventricular. Sendo assim, o complexo QRS começa um pouco antes da sístole ventricular. Fechando ociclo, a onda T representa a fase de repolarização dos ventrículos , quando as fibras ventriculares começam a relaxar. Desta forma, a onda T acontece pouco antes do término da contração ventricular. O funcionamento dos átrios O sangue, normalmente, flui de forma contínua das grandes veias para os átrios, e cerca de 75% do sangue flui destes para os ventrículos, antes mesmo da contração atrial. Destaforma, a contração atrial contribui com 25% do enchimento dos ventrículos, o que significa dizer que eles contribuem com 25% do bombeamento ventricular. Sendo assim, quando os átrios deixam de funcionar, o coração pode continuar a perfundir o sangue em condições normais, ou seja, desde que o indivíduo não se exercite. Variações da pressão atrial – As ondas “a”,”c" e “v” No traçado da pressãocoronariana, demonstrado abaixo, pode ser observada a variação da pressão atrial, onde são notadas 3 elevações de pressão: A onda “a” é causada pela contração atrial. Enquanto a pressão atrial direita aumenta por cerca de 4 a 6 mmHg, durante a contração atrial, a pressão atrial esquerda aumenta cerca de 7 a 8 mmHg. Quando os ventrículos começam a se contrair, tem-se início a onda “c”. Ela é a evidênciado pequeno refluxo que ocorre nos átrios, no início da contração ventricular, e do abaulamento das válvulas A-V, em direção aos átrios, devido ao aumento da pressão nos ventrículos. Próximo do fim da contração ventricular ocorre a onda “v”, evidencia o fluxo lento de sangue das veias para os átrios, enquanto as válvulas A-V encontram-se fechadas. O desaparecimento da onda “v” pode ser notado...
tracking img