Os adeptos que me perdoem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (725 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
NA ERA DO BBB

Angela S. Guidoreni

Os adeptos que me perdoem, mas cidadania é fundamental.

E cidadania implica em ser crítica. Não a crítica desvairada, sem razão, sem emoção. Mas a críticaque permite reflexão.

Quando há alguns anos anunciaram que teríamos um programa na TV nos moldes do BBB, questionei a todos que o defendiam. Qual a razão que temos para ficar ligados na telinhanesse tipo de entretenimento (pelo menos é o que dizem)? O que traz tanto interesse? Por que ficar olhando a vida alheia e deixar de cuidar da própria?

Embora muitos tenham tentado me mostrar asinúmeras razões pelas quais eu deveria assistir, as poucas vezes que tentei foram determinantes para que eu pudesse ter uma opinião clara, não preconceituosa, mesmo que distinta da maioria (??) que aindaacredita nas qualidades benéficas de tal embuste.

Porque o BBB nada mais é do que um embuste.

Embuste no sentido de falácia, engodo, fraude, falsidade, lorota, mentira, logro, ou que outrossinônimos puderem encontrar na língua pátria.

E a todos que justificam o fato com a audiência, lembro que de pão e circo vivemos desde que o mundo é mundo. De teatro, drama ou comédia, também. Mas podemosoptar em não ir.

E foi o que fiz. Uma opção clara, deliberada, coberta de razões, plena de emoção e coerência comigo e com o mundo real onde vivo.

Não vi, não ouvi, não soube muito bem o queocorreu. Mas me dou o direito de criticar. Porque certamente nada justifica esse tipo de acontecido. Mesmo que seja só para subir uns pontos na audiência.

Passando pela sala em horário de notícias, delonge percebi um movimento de indignação (??) com o comportamento de alguém que foi ou seria afastado. Como ele pode fazer isto? Fez? Insinuou? Me senti ...?

Por e-mail recebi textos e msgsquestionando a tal rede de TV e o dito responsável pelo programa.

Mais uma vez não acreditei que tantas pessoas estivessem querendo falar de coisas que obviamente eram ululantes demais: mais fácil...
tracking img