Oeste de santa catarina - indicadores regionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3686 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Oeste de Santa Catarina - Indicadores Regionais


1. MEDIDAS DE LOCALIZAÇÃO


As medidas de localização consistem na analise da localização da atividade produtiva dentro da região de estudo. Seu grande objetivo e identificar padrões de dispersão e concentração dessas atividades dentro da região em determinado período ou fazer a comparação de dois ou mais períodos. As medidasmais utilizadas são: quociente locacional, coeficiente de localização, coeficiente de associação geográfica e o coeficiente de redistribuição.


1.1 Quociente Locacional


Tal índice foi calculado levando-se em consideração os seguintes setores por microrregião: extrativismo mineral, indústria de transformação, serviços públicos, construção civil, comércio, serviços,administração pública e agropecuária. Quando o valor fica acima de 1, pode-se dizer que o setor específico tem mais importância para a região do que todos os demais setores. Sua importância diz respeito à análise do potencial exportador da região em estudo.
Comparamos as regiões com o estado e com o país. De acordo com os dados de emprego colhidos e posterior cálculo do quociente locacional,pudemos observar que as microrregiões analisadas não se destacam no setor de extrativismo mineral, uma vez que o quociente foi menor que 1 para tal setor, em relação ao país e ao estado. Para todos os outros setores analisados, obtivemos valores significativos, nas duas comparações.
Vejamos o caso da indústria de transformação, todas as microrregiões, com exceção de Xanxerê, tiveram valoresentre 1,09 e 1,17,em relação ao estado.Comparando-se com o país os valores oscilaram entre 1,31 a 2,07. Podemos interpretar que tal indústria é de importância relativa para a mesorregião em análise.
Em relação a Santa Catarina, para os serviços de utilidade pública, São Miguel do Oeste e Joaçaba ficaram com o valor de 0,48, enquanto as outras regiões tiveram o índice acima de 1 . Para aconstrução civil, apenas Joaçaba teve um valor mais discrepante com 0,6, enquanto todas as outras tiveram valores acima de 1. Comparando os setores com o país, as duas regiões citadas ficaram com 0,45, enquanto as outras se aproximaram de um.
Em nossa análise sobre o comércio, observamos que os valores estão próximos, Chapecó, por exemplo, ficou com 1,19, o que é esperado uma vez quetrata-se de uma microrregião com elevada urbanização e em expansão.Quando comparamos com o Brasil, os valores ficaram bem próximos.
Para serviços, todas as regiões tiveram o QL menor que 1, sendo Concórdia, a que mais se aproxima com 0,94 . Em relação ao nacional, o QL para o setor de serviços ficou menor que 1 para todos os setores, tendo a região de São Miguel do Oeste 0,59.
Aadministração pública tem relativa importância para São Miguel do Oeste e Xanxerê, ambas com 1,08 e 1,04, respectivamente, para SC. Relativamente ao nacional, essas continuaram tendo os valores mais significativos, porém menores: 0,88 e 0,85.
Por fim, a agropecuária é o grande destaque da região analisada, a microrregião de Xanxerê teve 5,85 e Joaçaba 4,30, o que mostra que a agropecuária é defundamental importância para essas, ao serem mais importantes para esse setor em relação aos demais setores. São Miguel do Oeste teve QL de 1,52, Chapecó 0,82 e Concórdia 0,78.Em relação ao Brasil, os valores são menores, porém altos para Xanxerê e Joaçaba com 2,86 e 2,10. As demais regiões ficaram com QL muito abaixo, Concórdia, por exemplo, ficou com 0,38.


1.2 Coeficiente deLocalização


O coeficiente de localização tem como objetivo identificar o grau de dispersão da atividade econômica. Para chegar a esse objetivo o coeficiente de localização calcula a correlação entre a distribuição percentual da variável utilizada como base de um determinado setor dada a região com a distribuição percentual do valor total do universo para a variável analisada. Explicitando...
tracking img