Obesidade morbida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS – FTC
CURSO DE FISIOTERAPIA




CRISTIANE BÁRBARA
JAELINE












OBESIDADE MÓRBIDA
























ITABUNA-BA
2010

CRISTIANE BÁRBARA
JAELINE










OBESIDADE MÓRBIDA










Trabalho Acadêmico apresentadoá
Faculdade de Tecnologia e Ciências de
Itabuna como requisito a obtenção de
crédito na disciplina de Biologia Geral e
Histologia, paraapreciação da (o)
Professor (a) Ângela Cristina S.M.Alves.



















ITABUNA-BA
2010
INTRODUÇÃO

A obesidade mórbida é uma condição crônica, incurável, com múltiplas comorbidades e um grande impacto negativo na qualidade de vida. É um fator de risco para outras doenças como diabete melito,dislipidemia, doenças cardiovasculares, osteoartrites, esteatose hepática, apnéia do sono, dentre outras. A cirurgia bariátrica é, atualmente, uma terapia efetiva sendo a gastroplastia redutora com bypass gástrico em Y-de-Roux a técnica considerada padrão-ouro devido a sua baixa morbi- mortalidade e eficácia, podendo resultar em uma melhora ou completa solução das comorbidades associadas à obesidade eda qualidade de vida.
O aconselhamento nutricional no período pré-operatório tem como objetivo identificar erros e transtornos alimentares, promover expectativas reais de perda de peso (redução de 10% do peso para haver redução na mortalidade associada as comorbidades) e preparar o paciente para a alimentação no pós-operatório. Após a cirurgia, devido às alterações gastrointestinais, à baixaingestão calórica e à redução ponderal intensa, o acompanhamento nutricional detalhado é também de fundamental importância.
























OBESIDADE MÓRBIDA

Obesidade mórbida é definida, como o nome indica, como sendo aquela que traz consigo as doenças, ou o alto risco de adquiri-las, associadas ao excesso de peso. A obesidade é, atualmente, um dos maioresproblemas de saúde pública no mundo ocidental, atingindo cerca de um terço da população e com aumento progressivo de incidência sendo por isso chamada de a "epidemia" do terceiro milênio. No Brasil, cerca de 15% dos adultos são obesos.
A obesidade não é um problema moral ou de falta de vontade, mas sim um sério problema médico, geralmente mal tratado e com muitas causas, envolvendo componentes genéticos,metabólicos, hormonais, comportamentais, culturais, psicológicos e sociais.
Dentre as várias doenças associadas à obesidade, as mais freqüentes são a hipertensão arterial, diabetes, doenças nas articulações - principalmente coluna baixa e membros inferiores -, insuficiência respiratória, apnéia do sono, varizes e trombose nas veias das pernas, doenças coronarianas, derrame cerebral, perda deurina - em mulheres, impotência, infertilidade e vários tipos de cânceres (mama, útero, intestino). Estas doenças, não só pioram a qualidade como também diminuem o tempo de vida do obeso em 20%.
Para se graduar a obesidade, é adotado pela Organização Mundial da Saúde o Índice de Massa Corporal (IMC) que é encontrado pela formula:
IMC = Peso em kilos dividido pelo resultado da multiplicação daAltura em metros por ela mesma. Exemplo, uma pessoa de 1,70 m e peso de 90 kg tem um IMC = 31, 14, ou seja, tem uma Obesidade Leve. Assim, de acordo com a tabela abaixo são classificadas as diferentes categorias de obesidade.
Índice de Massa Corporal - Categoria
IMC de 20 a 25 - Peso Saudável
IMC de 25 a 30 - Sobrepeso
IMC de 30 a 35 - Obesidade Leve
IMC de 35 a 40 - Obesidade Moderada
Acima...
tracking img