Nutricionista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8686 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade de São Paulo

Faculdade de Saúde Pública









Irradiação de Alimentos









Trabalho apresentado à Disciplina FBT-201 Tecnologia de Alimentos do Curso de Graduação em Nutrição (6ºsemestre) da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.








CATARINA BORALI
CLAUDIA CRISTINA MASUKO
SIMONE MAGALHÃES DINIZ
UERÁ CHECHIA DOCOUTO
VANESSA DE FREITAS BAEZA






São Paulo
2008
ÍNDICE


1. INTRODUÇÃO 2

2. IMPORTÂNCIA DA IRRADIAÇÃO 2

3. COMO FUNCIONA4

4. EQUIPAMENTOS UTILIZADOS 5

5. NÍVAIS DE TRATAMENTO E DOSES APLICADAS 5

6. EFEITOS NOS ALIMENTOS 7

7. RESULTADOS TÍPICOS DA IRRADIAÇÃO E EFEITOS SOBRE SABOR, COR E TEXTURA9

8. A SEGURANÇA DOS ALIMENTOS IRRADIADOS 11

9. ÓRGÃO REGULAMENTADOR E LEGISLAÇÃO VIGENTE 11

10. ROTULAGEM13

11. TÉCNICAS DE DETECÇÃO DE IRRADIAÇÃO 14

12. COMERCIALIZAÇÃO E ATITUDES DO CONSUMIDOR 15

13. IRRADIAÇÃO NO BRASIL E NO MUNDO 19

14. POSIÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES20

15. CONTROVÉRSIAS 20

16. NOTÍCIAS E CURIOSIDADES 21

17. REFERÊNCIAS 22

ANEXO: Regulamento Técnico para Irradiação de Alimentos23














1. INTRODUÇÃO

Os estudos sobre irradiação de alimentos vêm sendo realizados há muitos anos. Apesar de este processo ter várias vezes mostrado alterações na composição do produto, o que diminuía a aceitação do consumidor, observou-se que essa tinha a vantagem de diminuir as intoxicações alimentares, inibir o brotamento de raízes e tubérculos,desinfetar os alimentos contra organismos patogênicos e ainda aumentar o seu tempo de prateleira.

A irradiação de alimentos consiste num processo usado na conservação e esterilização dos alimentos, destruindo ou inativando organismos que fazem mal ao meio ambiente e também no controle do brotamento de raízes e tubérculos e impedir toxinfecções. Como a irradiação requer infra-estrutura etecnologia, nem todos os países a utilizam, além de haver muitas opiniões contraditórias como quanto ao seu efeito na saúde do consumidor, do perigo de seu vazamento nas cidades próximas, de por em risco a biodiversidade local, além das perdas nutricionais do produto.

A aprovação de se utilizar a irradiação em alimento só foi estabelecida em 1997 pela Organização Mundial da Saúde (OMS),desde que as doses não modificassem suas características organolépticas.

Mais de 15 tolenadas de alimentos são irradiados por ano em todo o mundo, incluindo frutas, vegetais, temperos, grãos, frutos do mar, carnes e aves, com a tendência de aumentar cada vez mais.

Sabe-se que de toda a produção de alimentos, 25% se perde pela ação de microrganismos, insetos e roedores, além da...
tracking img