Nova ordem mundial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 193 (48188 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
0

1

2

NOVA ORDEM, IMPERIALISMO E GEOPOLÍTICA GLOBAL

SUMÁRIO

Notas Introdutórias......................................................................04

1 – Capitalismo, Estado e espaço geográfico..............................13

2 – A problemática do imperialismo...........................................30

3 – A geopolíticaglobal..............................................................75

4 – A questão do desenvolvimento (e do subdesenvolvimento)................................................................114

Notas Finais.............................................................................133

Vocabulário sucinto.................................................................157Bibliografia.............................................................................165

3

NOTAS INTRODUTÓRIAS

Esta sucinta obra foi publicada originalmente em 1987 com o título Imperialismo e geopolítica global, sendo agora reeditada com atualizações e principalmente com inúmeros acréscimos e reformulações. Daí então o próprio título ter sido parcialmente alterado, para evidenciar que se trata de uma nova obra, mesmo que em algunsaspectos seja uma continuação da primeira. Ela foi reescrita em função do final da guerra fria e da emergência de uma nova ordem mundial. O seu objetivo último, entretanto, continua o mesmo: o de expor, de forma simples e acessível ao grande público, elementos para uma compreensão das relações de força e dominação no espaço mundial. Trata-se de uma exposição didática sobre as relações e imbricaçõesentre espaço e poder na escala planetária. Os principais temas abordados são: o imperialismo e a questão das desigualdades internacionais, a geopolítica e a geoestratégia mundiais. Por que esta reedição com profundas reformulações? Não seria melhor deixar de lado a obra original e publicar outra com um título completamente diferente? Acreditamos que a problemática que este livro iniciou – a discussãosobre a pertinência da categoria imperialismo para se analisar as relações de poder no nível mundial ou global – ainda não se esgotou e, pelo contrário, tornou-se

4

mais importante ainda neste início de século. Vamos explicar o porquê disso nas linhas a seguir. De fato, uma das questões essenciais que perpassam as idéias aqui expostas é a seguinte: Constitui a teoria do imperialismo,especialmente na sua versão leninista – que se tornou dominante a partir de 1917 –, um arcabouço conceitual suficiente, ou mesmo relevante, para se entender os problemas atuais de relações de poder no nível planetário? Essa interrogação, que já era importantíssima em 1987, o é ainda mais hoje, neste momento em que o poderio avassalador dos Estados Unidos, a única superpotência atuante nos nossos dias,parece confirmar a idéia de um novo imperialismo, ou, como preferem alguns, de uma “nova Roma” com o seu império mundial1. Todavia, como pretendemos demonstrar, essa analogia é extremamente superficial e, portanto, falsa. É necessário recuperar as balisas fundamentais da(s) teoria(s) do imperialismo, sob o risco de usarmos de forma inadequada e até panfletária uma rica construção teórica. De formagenérica (iremos aprofundar essa idéia no capítulo 2), podemos afirmar que o imperialismo foi visto pelos autores clássicos como a política expansionista do capital financeiro das metrópoles capitalistas. O EstadoNação típico ou o Estado territorial no seu momento áureo, aquele do final do século XIX e da primeira metade do século XX, foi percebido como o garantidor dos interesses da reproduçãoampliada do capital das áreas centrais, em especial das grandes empresas capitalistas do período – os trustes e os cartéis. As guerras de pilhagem e interimperialistas foram tidas como inevitáveis, sendo o socialismo um ponto de chegada desse processo
1

Cf. NEGRI, A. e HARDT, M. Império. Rio de Janeiro, Record, 2000. No final do capítulo 2 existe um exame mais detalhado desta obra, que utiliza...
tracking img