Noco codigo de processo civil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (366 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de julho de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Para os jurista o poder da argumentação é de suma importância, tanto na hora de se pronunciar ou fazer indagações para testemunhas, saber a hora de fazer silencio ou até mesmo saber todo o teor dalide.
A oralidade é um princípio que proporciona em determinadas etapas do procedimento previsto em lei que assegura as partes e os advogados, o direito de expor seus argumentos de forma oral. A umacomplementação no procedimento e sempre terá o contraditório e a ampla defesa.
Antigamente, na Grécia antiga, diversos filósofos já se valiam do poder da oratória, para eles o que era mais válido era opoder de convencimento oral.
O NCPC prevê nos atos das fases postulatórias e ordinatória são realizadas na própria audiência, inclusive a oralidade do rito.
Tanto o antigo CPC como no NCPC, as idéiasplatônicas influenciaram para a criação dos códigos que retrataram o poder da oralidade nos procedimentos. A oralidade e a escrituração andam lado a lado, não se pode dizer qual das duas é a maisimportante e sim são necessárias as duas para tentar efetivar um direito que se pretende.
A oralidade é suma importância, mas não a possibilidade de se realizar um procedimento sem a parte daescrituração. Existe uma grande diferenciação entre o princípio da oralidade para técnicas empregadas para exercícios da oralidade.
Seria viável que na hora audiência os profissionais do Direito (juiz, promotor,advogado), já soubessem todo o teor a ser tratado, com isto evitaria a demora das audiências. Nas audiências todos tinham que saber pelo menos, “qual é o mérito da ação”, e também colher o máximo deinformações sobre alegações, controvérsias.
No NCPC toda vez que se deparar “questões processuais” entendera-se como “alegações ou pontos controvertidos”.
O NCPC trás a conciliação inicial que só aspartes têm o fim de conciliar-se sem haver um procedimento de fato, como foi elencado no art. 334 NCPC, e que antes era exposto nos art.s 277 e 278 do CPC de 1973.
O NCPC elenca no art. 166, a...
tracking img