Nita

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1483 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Prof.ª Ma. Edilene Xavier Rocha Garcia

A Natureza do Serviço Social, de Carlos Montaño. 2. ed. Cortez: São Paulo, 2009. Três décadas de estudos sobre a gênese, natureza e especificidade do Serviço Social brasileiro sob a ótica de duas teorias antagônicas.

Perspectiva Endogenista ou Evolucionista. Perspectiva Histórico-crítica. Duas teses opostas entre si que fundamentam a origem doServiço Social como profissão.

Natureza: combinação específica das qualidades originais, constitucionais ou nativas de um indivíduo, animal ou coisa; caráter inato [ ] caráter, tipo ou espécie (HOUAISS, 2001). Gênese: fonte, origem, início [ ] conjunto de fatos ou elementos que contribuíram para produzir uma coisa [ ] força produtora, geração, criação (HOUAISS, 2001).

Especificidade: qualidadedaquilo que é específico [ ] próprio, peculiar, de uma espécie (HOUAISS, 2001).

Profissionalização das formas anteriores de ajuda. Da caridade e da filantropia.

Juan Barreix (apud MONTAÑO, 2009, p. 23): Caridade = inspiração religiosa Filantropia humanitária = ajuda

Bases

da

profissão

estão ligadas a Tomás de Aquino e Vicente de Paulo. Tomás de Aquino foi considerado o maissábio dos santos.

9

http://informativovicentino.blogspot.com/2009/04/reconhecimento-vicentino-nestle.html http://padreelilio.blogspot.com/2010/01/memoria-de-santo-tomas-de-aquino.html

Nasceu em 7 de março de 1274. A partir dele, a Igreja tem uma Teologia (fundada na revelação) e uma Filosofia (baseada no exercício da razão humana). Síntese definitiva entre fé e razão.

10

Sustentou quea filosofia não pode ser substituída pela teologia. Ambas não se opõem. Não pode haver contradição entre fé e razão.

11

Nasceu em 24 de abril de 1581. Funda a Congregação das Missões e a Confraria da Caridade. Congregação das Missões cuida da evangelização dos camponeses. Confraria da Caridade dá assistência espiritual e corporal aos pobres em 1618.

12

Greenwood: há dois tipos deciências sociais, as teóricas ou puras e as aplicadas. Serviço Social é uma tecnologia, pois a ação procura mudança.

Kruse: o Serviço Social é aplicação de teorias. Kisnerman: Relaciona a origem da profissão ao positivismo de Comte. Uma forma de ajuda sistemática de orientação protestante. O processo do Serviço Social é Dialético.

Kisnerman: A superação de cada etapa cria uma nova etapa.Assistência Social = tese. Serviço Social = antítese que nega a Assistência Social. Movimento de Reconceituação = síntese que nega o Serviço Social.

Ander-Egg e Barreix: a Assistência Social é uma ação benéfico-assistencial. O Serviço Social como uma profissão paramédica ou parajurídica, tecnocrática e desenvolvimentista e o trabalho social como intervenção conscientizadora e revolucionária. Barreix: há que prover conhecimentos técnicos.

a

assistência

com

Vieira: relaciona a gênese do Serviço Social à origem da humanidade.

O fato ou ato de ajudar o próximo, corrigir ou prevenir males sociais, levar os homens a construir seu próprio bem-estar, existe desde o aparecimento dos seres humanos sobre a Terra. Com um ou outro nome, podemos seguir-lhe a evolução no decorrer dosséculos (VIEIRA, 1977, p. 27).

Montaño questiona: Como que autores com ideologias, classes sociais, vínculos políticos e histórias tão diferentes podem participar de uma mesma perspectiva?

Para estes autores, a profissão é vista a partir de si mesma. Têm uma visão focalista da origem do Serviço Social. Veem o profissional como um filantropo.

Evoluídas formas sistemáticas de ações. Agênese da profissão opção pessoal = Igreja.

Os atores são sempre singulares.

A presença dos atores coletivos. Relações sociais vinculadas às socioeconômicas. Questões políticas condicionadas por contexto sóciohistórico (classe política dominante, mulher, o trabalhador assalariado, etc.). burguesia,

Os autores dessa tese entendem a história e a sociedade profissional como e cenário...
tracking img