Neurofisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2745 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Células do Sistema Nervoso
Neurônios - Componentes

SINAPSES QUÍMICAS

TIPOS DE SINAPSES

Sinapse axono-somática

Sinapse axono-axonal

Sinapse axono-dendrítica

1

Neurotransmissores
Mais de 50 substâncias químicas foram
demonstradas como neurotransmissores sinápticos.
Divididos em 2 grupos:
 Neurotransmissores de molécula pequena e
de ação rápida
Causam respostas rápidase agudas.
Sintetizados no botão sináptico.
São reaproveitados.


Neurotransmissores peptídicos de ação lenta
ou fatores de crescimento
Ações mais prolongadas e lentas.
Sintetizados no corpo neuronal.
Não são reaproveitados.

Sinapse Excitatória
Vesícula com neurotransmissor
DESPOLARIZAÇÃO

Na+

+++++

Receptor

Exocitose

Neurônio pós-sináptico
Neurônio présináptico

Na+Fenda sináptica

Ca++

2

Sinapse Inibitória
Vesícula com neurotransmissor
HIPERPOLARIZAÇÃO

Cl Receptor

Exocitose

+++++

Neurônio pós-sináptico
Neurônio présináptico

Cl Fenda sináptica

Ca++

Sinapse Inibitória
Vesícula com neurotransmissor
HIPERPOLARIZAÇÃO

K+

+++++

Exocitose

Receptor

Neurônio pós-sináptico
Neurônio présináptico

K+
Fendasináptica

Ca++

• Fadiga Sináptica
– Esgotamento das reservas de neurotransmissores
(estoques permitem o disparo de cerca de 10.000
potenciais de ação).

• Efeitos da Alcalose e Acidose na Transmissão
Sináptica
– Alcalose aumenta a excitabilidade neuronal
(convulsões).
– Acidose deprime a atividade neuronal (coma).

3

Circuitos Neuronais
Convergentes

Divergentes

ReverberantesParalelos

• Convergente – muitos neurônios pré-sinápticos fornecem
sinais de entrada para influenciar um número menor de
neurônios . Vários neurônios atingem um único neurônio
• Divergente – um neurônio pré-sináptico se ramifica para
afetar um maior número de neurônios pós-sinápticos
– músculo esquelético
• Reverberante – neurônios dispostos em série, formando um
circuito (atividadeelétrica é rítmica até a fadiga sináptica,
centro respiratório)
• Paralelo – neurônios dispostos em série, cada um com uma
ramificação para o último neurônio (ele reforça um estímulo)

Inibição Lateral

4

Células da Glia

• SNC
– Macróglia (astrócitos e
oligodendrócitos)
– Micróglia

• SNP
– Células de Schwann

• MIELINA
 Substância lipídica (70%) e protéica (30%)
 Depositadaem segmentos específicos ao redor do
axônio (internodos de mielina), interrompidos a
intervalos regulares (nodos de Ranvier).
 Função: isolante elétrica, permitindo a condução
saltatória.
 Células mielinogênicas

5

Células de
Schwann

Oligodendrócitos

Proporção de Mielinização
1 oligodendrócito : 50 a
200 internodos de
mielina

6

Mielinogênese de origem
oligodendroglialAstrócitos
• Funções dos Astrócitos
 Suporte
e
proteção
neuronal
(1 neurônio :
10 astrócitos)
 Síntese
de
fatores
neurotróficos
 Suporte
aos
oligodendrócitos durante a
mielinização
 Formação
da
barreira
hematoencefálica
 Manutenção
da
homeostasia do meio

Divisão do Sistema
Nervoso

Sistema Nervoso Central – encéfalo (cérebro, tronco
encefálico e cerebelo) emedula espinhal
Sistema Nervoso Periférico – nervos cranianos e espinhais,
gânglios nervosos

7

Classificação Anatômica

SNC

SNP

Divisão Sensitiva

Divisão Motora

Simpático

Parassimpático

Sistema
Nervoso
Autônomo

Sistema
Nervoso
Somático

• SNC dividido em substância branca e cinzenta
– Cinzenta – corpos dos neurônios e dendritos
– Branca – axônios mielinizados• Encéfalo – protegido pelo crânio, líquor e meninges
• 3 meninges:
– Pia-máter - mais fina e aderente ao encéfalo e à medula,
onde estão as artérias que trazem suprimento de sangue.
Entre o tecido nervoso e a pia-máter está o líquor.
– Aracnoide -máter – é frouxamente aderida à membrana
interna (forma o espaço subaracnoideo)
– Dura-máter – mais espessa e onde estão as veias que...
tracking img