Nada!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5880 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
NOTÍCIA I (FONTE: http://noticias.r7.com)

Publicado em 15/09/2011 às 19h56:

Relembre o começo da crise econômica de 2008: há três anos, banco Lehman Brothers quebrou
Símbolo do início da crise mundial de 2008, falência do banco americano faz aniversário

Do R7

158 anos, cerca de 10 mil funcionários, quarto maior banco de investimentos dos Estados Unidos: assim era o banco americanoLehman Brothers até 2008, quando foi protagonista da maior falência da história americana.
Há exatamente três anos, em 15 de setembro de 2008, a instituição pediu concordata – um modo mais suave para a palavra falência, que preserva os créditos dos devedores, já que vinha acumulando prejuízos com a crise hipotecária dos EUA.
A quebra do Lehman Brothers representa um marco: a falência do bancodesencadeou a crise econômica daquele ano, que se arrastou por 2009 e ainda gera reflexos em várias economias mundiais.
Em efeito dominó, outras grandes instituições financeiras quebraram. Em poucos dias, houve a falência técnica da maior empresa seguradora dos Estados Unidos - a AIG (American International Group).
O PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma de todas as riquezas do país) da zona doeuro teve uma queda de 1,5% no quarto trimestre de 2008 em relação ao trimestre imediatamente anterior - a maior contração da história da economia da zona econômica.
No Brasil não foi diferente, grandes empresas como Sadia, Votorantim e Aracruz Celulose registraram perdas bilionárias.
NOTÍCIA II (FONTE: http://www.tudoemfoco.com.br/crise-financeira-mundial.html)

Crise financeira – tudo sobre acrise financeira mundial

Crise financeira
A crise financeira mundial teve seu início nos Estados Unidos e afetou todos os países do mundo, tendo seu auge em setembro de 2008, quando bancos e instituições financeiras começaram a ter prejuízos, sendo que em alguns casos algumas dessas instituições até faliram.
O início
Toda a crise teve seu início no setor imobiliário nos Estados Unidos. Tudocomeçou quando o crédito em excesso e os juros baixos levaram a uma valorização dos imóveis. Dessa forma houve um estímulo para a compra e principalmente de financiamentos para que a aquisição da casa própria fosse realizada. Para que esses compradores pudessem realizar esse financiamento, os bancos procuravam recursos, oferecendo instrumentos financeiros vinculados às hipotecas, que, de formageral, é o uso de um imóvel para pagamento de dívida. Mas com o aumento da inflação, os juros também subiram o que levou ao acréscimo do valor nas mensalidades que os americanos pagavam pela casa própria, e de outro lado o valor dos imóveis despencou, e isso levou a um aumento na inadimplência e os títulos das hipotecas perderam seu valor.
Auge
Depois disso, o problema só aumentou e se espalhoupor todo o mundo, tendo seu pior momento em setembro de 2008, quando os prejuízos das instituições bancárias chegaram a milhões de dólares e algumas decretaram falência. Para diminuir e evitar maiores prejuízos, alguns bancos em melhores condições compraram aqueles que estavam com problemas e o governo americano começou a injetar dinheiro no sistema bancário para que outras instituições não fossemprejudicadas. Mas não foi só o governo americano que auxiliou os bancos, mas países como Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Portugal, entre outros, ajudaram financeiramente e com montantes milionários essas instituições.
Investimento menor
Depois do calote, os bancos passaram a cobrar juros mais altos para evitar novos calotes, e esse aumento fez com que o investimento das empresasdiminuísse. Da mesma forma a população passou a consumir menos. Esse aumento nos juros levou a um menor investimento e diminuição na capacidade de expansão das economias, pois o crescimento de algumas empresas ficava impedido de acontecer, pois nada podia ser financiado. Diante desse quadro houve redução no número de empregos oferecidos e, conseqüentemente, menor consumo, que afeta o desempenho de toda a...
tracking img