Nada a ver

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
"- E só. - Bella concluía a história da confusão toda. - E eu ainda não acredito que vocês tiveram a cara de pau de sair com os bofes sem ao menos arranjar amigos deles para nós.
Ela apontou Jackiee a si mesma, as duas aparentavam cansaço e insatisfação.
- Enfim, estamos todas cansadas. Resolveremos isso bem melhor amanhã, O.K.? - Jackie disse se levantando. Pela primeira vez parei pararefletir no seu disfarçe de homem. Se eu também não estivesse tão cansada, eu teria morrido de rir naquele momento.
Um suspiro longo e profundo invadiu a sala. Virei minha cabeça e encontrei Teh comdois dedos em cada têmpora. Ela estava bastante irritada, porém uma calma vinha do cansaço, derrotando qualquer discurso moral que ela talvez viesse a fazer.
- Tenho que adimitir, é bem melhor discutirisso amanhã. - Teh pausou, olhando para o calendário na tela inicial do seu celular, que pegou rapidamente em sua bolsa. - Depois da aula...
- O quê? - Lizzie que estava se dobrando de rir atéaquele momento, ficou estática agora. - Como assim? As aulas começam dia 3.
- E que dia você acha que é amanhã pupila? - Bella levantou-se e jogou a almofada na qual estava sentada em Lizzie, que a pegouno ar lançando um olhar fulminante para Bella.
-Oh não! O quê são essas bolinhas vermelhas no meu braço?! LEPRA! Não posso ir a aula enquanto não for curada. Que chato! - Maria delirava espremidaentre eu e Lizzie. Ela colocava a mão na boca enquanto falhava a imitar uma tosse.
- Quer fazer o favor de parar de imitar um cachorro engasgado e levantar a sua bunda daí Maria? - Jackie disseimpaciente. Ela e Bella já tiveram bastante por hoje, e dariam tudo pra poder dormir agora.
- É meninas, cama! - Belle, que até agora permanecia calada e imóvel, também se levantou.
Então eu me levantei eestendi a mão à Mah.
- Quer ajuda leprosa? - Mah estava se fingindo de desmaiada no sofá.
- Leprosos não falam. - Ela resmungou pelo canto da boca. - Nem se movem.
- Ah, eu vou fazer um leproso...
tracking img