Movimento negro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 50 (12387 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os movimentos negros no Brasil
Construindo atores sociopolíticos

Luiz Alberto de Oliveira Gonçalves
Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais

Trabalho apresentado na XXI Reunião Anual da ANPEd, Caxambu, setembro de 1998.

Introdução As reflexões que pretendemos apresentar neste artigo fazem parte de um estudo mais abrangente, no qual investigamos, entre outrosaspectos, o potencial explicativo de algumas teorias da ação nas pesquisas sobre as condições sócio-históricas que favorecem a emergência de movimentos étnicos na cena contemporânea (Gonçalves, 1994). Inicialmente, discutiremos como as teorias sociais têm formulado os problemas suscitados pela atual vaga de movimentos culturais, mostrando o quanto elas têm contribuído na produção de uma visãodiversificada destes, ora situando-os em um mundo pré-moderno, ora descrevendo-os como fenômenos pós-modernos. Paralelamente, indicaremos como algumas dessas teorias nos ajudaram a interpretar as ações dos movimentos negros no Brasil, ao longo do século XX, e como, por meio delas, pudemos focalizar aspectos da modernização do país, nos quais esses movimentos interferiram conscientemente. Em seguida,comentaremos pontos de vista de eminentes cientistas sociais que de-

dicaram parte de suas obras ao estudo da luta contra o racismo no Brasil e, finalmente, apresentaremos, de forma sucinta, alguns resultados de nosso estudo. Teorias da ação e os movimentos culturais A proliferação de movimentos étnicos, religiosos, nacionalistas e outros, nos quais os sujeitos se constituem em referência a um dadocultural específico (gênero, preferência sexual, idade etc.) tem levado vários cientistas sociais, sobretudo a partir da década de 1970, a nela buscar os sinais dos novos tempos.1

Apenas para ficar em alguns textos clássicos sobre o assunto, cf. Lyotard, 1984. Nesta obra, o autor aponta, como sinais do novo tempo, o fim das metanarrativas em favor dos discursos particulares e específicos.Baudrillard (1988) vê, nestes movimentos, uma surpreendente transgressão das fronteiras do mundo moderno, uma proliferação de significados, uma anulação das mediações políticas.

1

30

Set/Out/Nov/Dez 1998 N º 9

Os movimentos negros no Brasil

Dada a longevidade de alguns desses movimentos, é, no mínimo, curioso o fato de não nos interrogarmos quanto à suposta novidade que se lhes pretendeatribuir. Novo para quem? Estarão eles indicando algo estranho ao mundo moderno? Quanto à primeira questão, alguns cientistas sociais têm sugerido que esses movimentos sinalizam conflitos de um novo tipo societário2 ou de um novo modelo cultural.3 Nos dois casos, a cultura, entendida como “complexa rede de sentidos e significados”, adquire centralidade na explicação dos fenômenos sociaiscontemporâneos. Entretanto, ela perde seu mitológico caráter homogeneizador para se transformar em um campo privilegiado de embates.4 Dito de outra forma, as representações, habilmente elaboradas por antropólogos (funcionalistas, estruturalistas e marxistas), descrevendo a cultura enquanto um todo homogêneo e coerente, se vêem abaladas por eventos perturbadores neste final de século: movimentosfundamentalistas, racistas, anti-racistas, sexistas e outros, muito deles engendrando conflitos, por vezes sangrentos, de dimensões gigantescas, todos rompendo a “teia cultural”, supostamente homogênea, e reafirmando o peso de sua diversidade na constituição da vida social. Nessa perspectiva, a cultura não é mais vista como algo que está apenas incrustado na mente humana, da qual os sujeitos não são senãoreflexos, mas é também algo que se produz histórica e interativamente no cotidiano. Há, portanto, um reconhecimento da autonomia, embora relativa, da esfera cultural.5 Reaparecem, assim, antigas concepções que, há muito, já assinalavam a possibilidade de ruptura entre cultura e sociedade. Nem tudo no campo cultural está a serviço da reprodução da vida so-

Neste caso, alguns sociólogos assinalam a...
tracking img