Modificacao do comportamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1780 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
QUESTÕES:

Capítulo 1 – página 12.

Analise, de forma crítica, os mitos sobre modificação do comportamento. Justifique se as afirmações são equivocadas e porque são. Analise mostrando porque são equivocadas.

Mito 1: A utilização, por parte dos modificadores do comportamento, de recompensas para mudar comportamento é suborno.
Resposta: Errado. As recompensas funcionarão como reforçadorespositivos para fortalecer e manter comportamentos que se deseja estabelecer.


Mito 2: A modificação de comportamento envolve o uso de drogas, psicocirurgia e terapia com eletrochoques.
Resposta: Errado. A modificação do comportamento pode ser obtida através de reforçamento positivo e reforçamento condicionado de comportamentos que se quer manter ou fortalecer e a extinção de comportamentosindesejados, entre outras técnicas e ações utilizadas pela pela analise do comportamento.


Mito 3: A modificação de comportamento só muda os sintomas; ela não atinge os problemas subjacentes.
Resposta: Errado. As técnicas e procedimentos de intervenção da modificação de comportamento, são formas de alterar o ambiente atual de um indivíduo, ajudando o indivíduo a atuar de maneira maiscompleta. A modificação de comportamento envolve a aplicação sistemática de princípios e técnicas de aprendizagem para avaliar e desenvolver comportamentos privados e públicos dos indivíduos, a fim de ajuda-los a funcionar melhor em sociedade.


Mito 4: A modificação de comportamento pode ser aplicada para lidar com problemas simples, tais como ensinar crianças a usar o banheiro ou superar o medo dealturas, mas não é aplicado a problemas complexos, como baixa auto estima ou depressão.
Resposta: Errado. Na baixa auto estima, por exemplo, pode-se, através da modificação do comportamento, reduzir expectativas de desempenho muito altas ou irreais, nos clientes, e através de reforçamento ajuda-lo a desenvolver padrões realistas sobre si mesmo, ensinando-o também a focalizar mais em seussucessos e competências.


Mito 5: Os modificadores de comportamento são frios e insensíveis e não desenvolvem empatia com seus clientes.
Resposta: Errado. Os modificadores do comportamento, como qualquer outro profissional da área de saúde, se bem qualificado, saberá desde o início, desenvolver empatia com seu cliente. O modificador do comportamento, com toda empatia, encontrará com seu clienteformas mais adequadas de se comportar, reforçadores de comportamentos e extinção de comportamentos não adequados ou indesejados.


Mito 6: Os modificadores de comportamento lidam apenas com comportamento observável; não lidam com os pensamentos e os sentimentos dos clientes.
Resposta: Podemos destacar para esclarecer esse mito, o trecho do livro da bibliografia:
Mas a modificação decomportamento envolve muito mais do que apenas terapia pela fala ou psicoterapia verbal (tal como psicanálise ou terapia centrada no cliente). Não obstante o fato de que tanto os modificadores de comportamento quanto os terapeutas “da fala” conversam com seus clientes, as abordagens diferem em vários pontos importantes. Uma diferença é que um modificador de comportamento freqüentemente se envolve ativamentena reestruturação do ambiente diário do cliente, a fim de fortalecer comportamentos adequados, ao invés de gastar um grande período de tempo discutindo experiências passadas do cliente. Ainda que o conhecimento das experiências passadas do cliente possa prover algumas informações úteis para desenvolver um programa de tratamento, o conhecimento sobre as variáveis ambientais correntes que controlamo comportamento do cliente é mais útil para desenvolver um tratamento comportamental eficiente. Outra diferença entre modificadores do comportamento e terapeutas “da fala” é que um modificador de comportamento freqüentemente estabelece “lições de casa” para os clientes, através das quais estes modificam seus próprios ambientes diários, com objetivos terapêuticos.
Mito 7: A modificação de...
tracking img