moderno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (494 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“Parmênides, a via da verdade e a via da pinião”.

Usando à frente de sua televisão ou lendo o jornal, escutando o radinho de pilha (alguém ainda faz isso?) ou vagabundeando pela web, vocêestará travando contato intenso com os formadores de opinião. Será que é necessário dizer “cuidado com eles”? Creio que sim. Certamente, e você há de concordar, não deixa de causar espanto a formacom a qual “opiniões” pessoais são frequentemente descarregadas em nossos ouvidos, como se as mesmas houvessem sido frutos do pensamento de seus emissores, a partir de elaboradas reflexões sobre umtema qualquer. Todavia, a verdade, pura e simples, mostra um quadro bem outro: repetição doutrinária. As tais opiniões nada mais são do que mera repetição doutrinária de “verdades” empurradas para ointerior das mentes das pessoas. Sim, eu sei: “todos têm direito a expressar opinião”. Mas, será que alguma vez, quando diz o que “pensa” sobre determinado assunto, você já refletiu se de fato sabe sobreo que está falando?
Parmênides? Que Parmênides?...Já no século V a.C. o filósofo grego Parmênides disse, revolucionando o pensamento da época: “O Ser é e o não ser não é”. Quem estiver poucofamiliarizado com as elucubrações filosóficas certamente haverá de estranhar a aparente obviedade desta tautologia. Explicando-a, grosso modo, o Eleita insinua que sempre haveremos de encontrar duasvias: a verdadeira e a falsa, a estrada do saber e a do não saber, do conhecimento e da opinião. Enquanto a via da verdade (alétheia) é aquela por onde caminha o Ser, vereda pautada pelo saber e pelarazão, o caminho da opinião (doxa), trajeto do não ser, estará à mercê do jogo de nossas falíveis percepções sensoriais.
Fico a refletir no que, se vivendo em nossos dias, diria Parmênides, casoescutasse o volume de achismos, opiniões atravessadas e outras tantas bobagens que nos são constantemente ditas. Pensando bem, creio mesmo que o filósofo, na tentativa de escapar de um possível...
tracking img