Modelos atomicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MODELOS ATÔMICOS
A constituição da matéria é motivo de muita curiosidade entre os povos antigos. Filósofos buscam há tempos a constituição dos materiais. Resultado dessa curiosidade implicou na descoberta do fogo, o que o permitiu cozinhar os alimentos, e consequentemente implicou em grande desenvolvimento para a sociedade. A partir dessa descoberta pôde-se verificar, ainda, que o minério decobre (conhecido na época com pedras azuis), quando submetido ao aquecimento, produzia cobre metálico, ou aquecido na presença de estanho, formava o bronze.
A passagem do homem pelas “idades” da pedra, do bronze e do ferro, foi, portanto, de muito aprendizado para o homem, conseguindo produzir materiais que lhe fosse útil.
Por volta de 400 a.C., surgiram os primeiros conceitos teóricos daQuímica.
Os filósofos gregos Demócrito e Leucipo afirmavam que a matéria não era contínua, e sim constituída por minúsculas partículas indivisíveis, às quais deram o nome de átomos. Platão e Aristóteles, filósofos muito influentes na época, recusaram tal proposta e defendiam a ideia de matéria contínua.
Esse conceito de Aristóteles permaneceu até a Renascença, quando por volta de 1650 d.C. o conceitode átomo foi novamente proposto por Pierre Cassendi, filósofo francês.
O conceito de "Teoria atômica" veio a surgir após a primeira ideia científica de átomo, proposta por John Dalton após observações experimentais sobre gases e reações químicas.
Os modelos atômicos são, portanto, teorias fundamentadas na experimentação. Tratam-se, portanto, de explicações para mostrar o porquê de um determinadofenômeno. Diversos cientistas desenvolveram suas teorias até que se chegou ao modelo atual.
John Dalton

John Dalton (1766-1844) é considerado o fundador da teoria atômica moderna. Nasce em Eaglesfield, Inglaterra. Menino prodígio, aos 12 anos de idade substitui seu professor na Quaker's School de Eaglesfield. Dedica toda sua vida ao ensino e à pesquisa.
Leciona em Kendal e Manchester.Desenvolve trabalhos como: meteorologia, química, física, gramática e lingüística. Seu nome passa à história da ciência tanto por suas teorias químicas quanto pela descoberta e descrição de uma anomalia da visão das cores: o daltonismo.

O modelo de Dalton baseava-se no seguinte:
Para ele, toda matéria é constituída por partículas indivisíveis os – átomos. Retomando as definições dos antigosatomistas gregos, considera os átomos como partículas maciças, indestrutíveis e intransformáveis, ou seja, não seriam alterados pelas reações químicas. Associa cada tipo de átomo a um determinado elemento químico.
Os átomos de um mesmo elemento seriam todos iguais na massa, tamanho e demais qualidades.
Essa idéia prevalece até 1921, quando são descobertos os isótopos átomos de um mesmo elemento commassas diferentes. Dalton explica as reações químicas como resultado da separação ou da união entre átomos e usa o termo "átomos compostos" para designar as ligações entre essas partículas. O peso (massa) de um composto seria igual à soma dos pesos de cada átomo que o constitui.
Sendo assim:
* “Toda matéria é composta por minúsculas partículas chamadas átomos”.
* “Os átomos de um determinadoelemento são idênticos em massa e apresentam as mesmas propriedades químicas”.
* “Átomos de diferentes elementos apresentam massa e propriedades diferentes”.
* “Átomos são permanentes e indivisíveis, não podendo ser criados e nem destruídos”.
* “As reações químicas correspondem a uma reorganização de átomos”.
* “Os compostos são formados pela combinação de átomos de elementos diferentes emproporções fixas”.
A conservação da massa durante uma reação química (Lei de Lavoisier) e a lei da composição definida (Lei de Proust) passou a ser explicada a partir desse momento, por meio das ideias lançadas por Dalton.



A matéria
é constituída de diminutas
partículas amontoadas
como laranjas.

Modelo...
tracking img