Modal hidroviario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1814 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMARIO
1. INTRODUÇÃO ...........................................................................................04
2. Modal Hidroviário ......................................................................................04
1. Regulamentações do Transporte Modal............................................05
2. Transporte Hidroviário e o MeioAmbiente........................................06
3. Sistema Portuário Nacional ...............................................................07
1. Localização dos Portos..............................................................08
2. Gestão Portuária.........................................................................09
3. GestãoAmbiental.......................................................................09
4. Porto de Santos ...................................................................................09
3. Conclusão ..................................................................................................10
4. REFERÊRENCIA BIBLIOGRÁFICA ...........................................................10
1. INTRODUÇÃO


O modal Hidroviário e o mais utilizado paraexportações no mundo todo, por apresentar baixo custo de frete. O Brasil e hoje uma das maiores economias do mundo, mas não é o mais competitivo em exportação parte disso se deve ao mal planejamento desse modal e de falta de estrutura em seus portos, mesmo possuindo o porto de Santos que e o principal porto do pais e da América latina de onde 80% das exportações são feitas.

2. MODAL HIDROVIARIOO Brasil possui cerca de 13 mil km de vias navegáveis utilizadas economicamente para o transporte de cargas e passageiros, sem contar que o país possui potencial de navegabilidade em águas superficiais flúvio-lacustres em cerca de 63.000 km.
Muitas cargas estão deixando de ser transportadas por hidrovias por questões ambientais, e também por existirem muitos gargalos a seremresolvidos e superados nas poucas hidrovias em funcionamento.
Algumas medidas poderiam ser tomadas para auxiliar seu desenvolvimento como:
● Priorizar o desenvolvimento das hidrovias, através de garantia de investimentos públicos nos rios (dragagem, retificação de rotas, construção de eclusas e balizamento) que viabilizem os corredores de transporte multimodal.
● Maior integração dosgestores das hidrovias. (Marinha, ANTAQ, Ministério dos Transportes e Secretaria de Transporte).
Felizmente, iniciativas oficiais e privadas sugerem uma crescente conscientização sobre a importância do modal hidroviário, refletida na proposta do Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT), de aumentar a participação do setor na matriz de transportes até 2025

[pic]
ODepartamento de Políticas de Transportes Hidroviários, afirma que o transporte hidroviário é o que emite o menor número de poluentes, liberando somente 33,4 CO² (gramas/TKU), enquanto o transporte ferroviário libera 48,1CO² e o rodoviário 164CO².
Segundo o representante do Ministério dos Transportes, Adão M. Proença, o modal hidroviário, economicamente é o mais viável, pois seu custo socioambientalé de R$ 0,62 por quilômetro a cada 100 t transportadas, enquanto o custo em rodovias é de R$ 8,80 e em ferrovias, R$ 1,61.


2.1. REGULAMENTAÇÕES DO TRANSPORTE MODAL

A regulamentação dos transportes hidroviários é feita pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ, criada pela Lei n° 10.233, de 5 de junho de 2001, é entidade integrante da Administração Federal indireta,submetida ao regime autárquico especial, com personalidade jurídica de direito público, independência administrativa, autonomia financeira e funcional, mandato fixo de seus dirigentes, vinculada ao Ministério dos Transportes, com sede e foro no Distrito Federal, podendo instalar unidades administrativas regionais.
Tem por finalidades:
I - implementar, em sua esfera de atuação, as...
tracking img