Moda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4329 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. Sumário.................................................................................. 03
2. Introdução.............................................................................. 04
3. Moda um fenômeno Cultural................................................. 05
4. Moda, Modernidade...............................................................07
5. Moda, nacionalidade.............................................................. 13
6. Tendência, serviço, comportamento...................................... 16
7. Considerações Finais.............................................................. 17
8. Referências Bibliográficas..................................................... 18

INTRODUÇÃOAtravés deste trabalho é possível ver a Evolução da História da Moda, quando aparece, porque aparece e afinal qual a sua finalidade.
Sendo possível também compreender as mudanças dos trajes ao longo dos anos, como um fenômeno social, onde suas raízes e ideais variam conforme as rápidas mudanças, ocorridas dentro de um determinado grupo de pessoas e/ou na Sociedade como um todo.

"A moda éum todo harmonioso e mais ou menos indissolúvel. Serve à estrutura social, acentuando a divisão em classe; reconcilia o conflito entre o impulso individualizador de cada um de nós e o socializador; exprime idéias e sentimentos, pois é uma linguagem que se traduz em termos artísticos." Gilda de Mello e Souza

Palavras Chave: Moda, consumo, lançamentos, publicidade

DESENVOLVIMENTO
Moda, umFenômeno Cultural

A moda é inegavelmente, um fenômeno cultural, desde os seus primórdios. É um dos sensores de uma sociedade. Diz a respeito do estado de espírito, aspirações e costumes de uma população. Joffily, Ruth, 1991.

A moda é o principal atrativo feminino, sendo uma das maiores fontes de faturamento, através da publicidade, da mídia (impressa e eletrônica). Inclusive no Brasil possuí umgrande número de Empregos coligados, tais como a indústria, comércio, agências de publicidades, consultorias entre outros.
A cada dia é possível ver a sua valorização significativa na Sociedade, através de inúmeras revistas, livros, manuais, desfiles, cursos e especialização na área, porém a sua consolidação ocorreu apenas na Modernidade.
Segundo Duby e Ariès (1990), no fim da idade Média, oshomens e as mulheres das classes laboriosas conservavam um vestuário de base indiferenciado, ou seja, por um longo período a roupa estava atrelada apenas para a distinção de classes sociais.
Para alguns jornais a seção de moda é tratada como sem tanta importância, ficando sem especialidade, semelhantes às palavras cruzadas, fofocas das celebridades, ou seja, um passatempo qualquer. Na maioria dasvezes os profissionais que atuam nesse ramo não são reconhecidos financeiramente iguais aos colegas de outras seções.
O principal valor editorial da moda é o atrativo de manter o público sempre atualizado com os principais lançamentos e tendências. Tal informação é passada para os leitores de formas atrativas ou críticas de forma objetiva, para que seja possível vincular o sonho (consumo) aodia-a-dia. Afinal, também é um assunto cultural, estando fortemente ligado aos hábitos e crenças de uma sociedade; como diz: Ruth Joffily: a moda tem seu lado de chame, de feitiço.

A Roupa e a Sociedade – A cultura estabelece “pecados capitais” como, por exemplo, a soberba e a luxúria. O contraponto de soberba é a humildade, o da luxúria é a castidade. Via de regra, a mulher foi colocada na trilhada virtude e ainda há espraiado um sentimento de mantê-la a salvo do pecado, baseado na ingenuidade. Joffily, Ruth, 1991.
Afinal o que define o que é roupa de mulher, o que é roupa de homem? Definitivamente não é o corte, não é o clima. O que define a forma de utilização são os hábitos gerados pela Sociedade. Segue abaixo as maiores mudanças ocorridas entre a Roupa e a Sociedade:
No...
tracking img