Mobral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Mobral e ditadura militar

Este movimento foi uma iniciativa pensada e elaborada pelo regime militar vigente no Brasil (1964 – 1985), com a finalidade de defender seus próprios interesses, enquanto classe dominante, que sobre a máscara de erradicação do analfabetismo e apesar dos textos oficiais negarem, é conhecido que sua primordial preocupação era tão somente fazer com que os seus alunosaprendessem a ler e a escrever, sem uma preocupação maior com a formação do homem .
A ditadura militar que entrou em vigor no Brasil em 1964 foi um período marcado por momentos de extremo autoritarismo, violência, repressão e por diversos outros meios de manter o regime. Compreender o conjunto de interesses e valores dos segmentos sociais que faziam parte do poder, naquele momento, é fundamentalpara entender como vários mecanismos autoritários, que buscavam o controle e o consenso da população, tentavam atuar nas diversas esferas da sociedade. Em virtude dessas considerações, oportuno se torna dizer que a educação esteve submetida aos mecanismos de controle desse regime militar. Nessa linha de raciocínio, reconhecemos que a educação se torna instrumento de conscientização das massas e desua exploração, sob a ótica de grupos contrários à ordem vigente. Convém notar igualmente, que, sob a ótica dos grupos dominantes, a educação passa a ser instrumento de reprodução da ideologia das classes dominadas, mas, com as idéias e os valores próprios da classe dominante.
Sob a perspectiva do novo regime, a alfabetização de jovens e adultos ganhou a feição de ensino supletivo, instituído pelareforma do ensino de 1971, mesmo ano em que teve início a campanha denominada Movimento Brasileiro de Alfabetização, que ficou conhecida pela sigla MOBRAL. Com um funcionamento muito centralizado, uma campanha que conclamava a população a dar sua contribuição – “você também é responsável, então me ensine a escrever, eu tenho a minha mão domável, eu sinto a sede do saber”, canção da dupla, Dom eRavel e aliciamento de alfabetizadores sem muita exigência, o Mobral espraiou-se por todo o país, mas não cumpriu sua promessa de erradicar o analfabetismo durante aquela década e, em 1985, na transição à democracia, acabou sendo extinto e substituído pela Fundação educar.
Matéria afro-brasileira

Em  2003, foi promulgada a lei nº 10.639 quealterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), passando-se a exigir que as escolas brasileiras de ensino fundamental e médio incluam no currículo o ensino da história e cultura afro-brasileira.
Recentemente o sistema educacional recebeu a responsabilidade de promover a valorização da contribuição africana quando, por meio da alteração da lei de diretrizes e bases da educação nacional(LDB), e com a provação da lei 10.639 de 2003, tornou se obrigatório o ensino da historia e da cultura africana e afro-brasileira no currículo da educação nacional básica.
Essa lei é um marco histórico para a educação e a sociedade brasileira por criar, via currículo escolar, um espaço de diálogo de aprendizagem visando estimular o conhecimento sobre a história e cultura da áfrica e dosafricanos a história e cultura dos negros no Brasil e suas contribuições na formação da sociedade brasileira nas suas diferentes áreas:social, econômica e política. Colabora, nessa direção, para dar acesso a negros e não negros a novas possibilidades educacionais pautadas nas diferenças sócio-culturais presente na formação do pais. Mas, ainda contribuiu para o processo de conhecimento,reconhecimento e valorização da diversidade ética e racial brasileira.
Nessa perspectiva, a UNESCO e o ministério da educação acreditam que esta publicação estimulará o necessário avanço e aprofundamento dos estudos, debates e pesquisas sobre a temática, bem como a elaboração de matérias pedagógicos que subsidiem a formação inicial e continuada de professores e o seu trabalho junto aos alunos...
tracking img