Metodologia da pesquisa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1083 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Severino, A.Joaquim. Diretrizes para leitura, analise e interpretação de texto. In:- Metodologia do trabalho cientifico 22. Ed. São Paulo: Cortez, 1999. Cap. III, p.47-61.
A dificuldade do estudante em relação à ciência e a filosofia encontra-se na interpretação correta dos textos teóricos. Devido o “vicio” em textos literários, os textos científicos e filosóficos assumem um alto nível dedificuldade, fixando-se assim uma relação desagradável com o leitor. Os textos literários trazem em si um sentido imaginário, permitindo-se assim a compreensão sem maiores problemas, ao contrario dos textos de pesquisa positiva que vem acompanhado de um pensar mais aprofundado dos objetivos sobre os quais tais textos estão fundamentados. Ao se deparar com exposições teóricas, como frequentemente sãoencontrados em textos filosóficos e científicos em que o raciocínio é na maioria das vezes dedutivo, a imaginação e a experiência objetiva não têm muito valor. Nesta situação precisa-se somente das possibilidades da razão reflexiva, o que exige muita disciplina para que a mensagem possa ser compreendida com clareza e a leitura possa torna-se menos desagradável. Na verdade tratando-se de assuntosabstratos, para o leitor que tem a capacidade de “seguir ao pé da letra” a leitura, a mesma torne-se fácil, agradável e, sobretudo, proveitosa. Por esse motivo é preciso adotar condições de abordagem e de compreensão exata do texto, aplicando uns recursos não para substituir a capacidade intuitiva do leitor, mais sim para facilitar e ajuda-lo na analise e interpretação dos textos.
Um texto éconcebido de comunicação entre o autor e o leitor, respectivamente emissor e receptor, o autor conduz a mensagem ate o leitor, que tem como dever interpreta-la.
Em relação à delimitação da unidade de leitura a forma a ser tomada pelo leitor é o estabelecimento de uma unidade de leitura, que significa subdividir o texto por etapas tendo-se assim uma forma adequada de estudo, analisando etapa por etapa,passando de uma para outra somente quando a mesma tenha sido terminada a analise. A analise textual é a primeira abordagem do texto em relação à leitura, portanto, procede-se de inicio uma leitura atenta porem rápida, sem tentar a compreensão total do texto, tão-somente para ter uma base de que se refere o mesmo; durante esse processo o leitor (receptor) deve intervir todos os elementos básicos paraa devida compreensão. Ter um conhecimento mais especifico sobre o autor é muito importante para tal interpretação. O próximo passo é identificar-se com o vocabulário textual caso o texto faça referencia a fatos históricos, a outros autores e a outras doutrinas cujo sentido do texto é pressuposto pelo autor e praticamente desconhecido pelo leitor (receptor), por esse motivo é de suma importânciaidentifica-los e destaca-los do texto para uma pesquisa mais transparente. Por fim monta-se um esquema pratico de redação, com começo (introdução), meio (desenvolvimento) e fim (conclusão), a qual possibilita uma visualização global do texto.
Por sua vez a analise temática te por finalidade ouvir o autor, apreender, sem intervir nele o conteúdo da sua mensagem trata-se de um “jogo” de um jogo deperguntas e respostas, cujas respostas são fornecidas pelo conteúdo aa ser expresso no texto, a primeira pergunta a ser feita é – De que fala o texto?, a resposta a esta questão revela o tema ou assunto dessa unidade, por primeira aparência pode parecer fácil, mais essa questão ilude muitas vezes o leitor devido a existência de texto com temas completamente com sentido figurado sem dar a ideiareal do que se trata. A problematização é outro aspecto importante, porem, não se pode falar muito coisa sobre um determinado texto sem ao menos saber o problema que provocou o autor, esta ultima é de mera importância para chegar a compreensão textual, em especial textos filosóficos e científicos. Mas o problema nem sempre é especificado implicitamente no texto, cabendo ao leitor descobri-lo....
tracking img