Metarfoses da europa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4021 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As Metamorfoses da Europa

___________________________________________________
José Pedro Teixeira Ferna ndes
Artigo publicado na revista H istória, nº 60, Outubro de 2003, pp. 42-49

1. A Europa da Antiguidade Clássica Greco-Romana
É bem conhecida a origem mitológica da palavra «Europa», que se encontra na
Antiguidade Clássica grega: a deusa Europa era filha de Agenor, rei da Fenícia1.Mas,
no Mundo Antigo, para além da beleza narrativa da explicação mitológica sobre a
génese da Europa, a palavra servia, mais prosaicamente, para designar um continente,
i. e. a(s) terra(s) helénica(s) situadas na margem esquerda do mar Egeu, a Ocidente do
Bósforo, por oposição à terra (continente) situada no seu Oriente, designada por Ásia2.
Com a ascensão do Império Romano e a suasubsequente conquista do mundo
helénico, a palavra continuou a ser conhecida e utilizada, embora não de uma maneira
auto-identificativa. A razão é compreensível se tivermos em conta que o Império
Romano não era continental, mas mediterrânico, sendo formado pela hegemonia
central da península itálica, sobre as zonas da Europa, Ásia e África que bordejavam o
Mediterrâneo, com algumas penetraçõescontinentais em profundidade como, por
exemplo, no caso do Egipto ou da Arménia.
2. A Europa da Idade Média
A divisão do Império Romano no século IV da era Cristã (392), entre Império
Romano do Ocidente (com capital em Roma) e Império Romano do Oriente (com
capital em Constantinopla/Bizâncio), e a posterior queda de Roma no século V (476),
às mãos dos invasores «bárbaros», levou à desintegração dasprovíncias do
1

Ren é Mar tin [ ed.], D icionário Cultural da Mitolog ia Greco-Romana, Publicações Do m Quixote,
Lisboa, 1995, p 109.
2
J. G. A Pocok, «Some Europes in Their History» in Anthony Pagden [ed.], Th e Idea Of Europe. From
Antiqu ity to the European Union , Cambridge University Press, Cambridge MA, 2002, p. 56

2
As Metamorfoses da Europa_____________________________________________________________________

«Ocidente», provocando uma primeira ruptura na (relativa) unidade do mundo antigo.
A segunda ruptura, de consequências ainda mais profundas, ocorreu cerca de dois
séculos mais tarde, quando uma revolução religiosa (o Islão) surgida no chamado
«Crescente Fértil», levou à conquista Árabe-Muçulmana de grande parte da Ásia do
Império Romano e de toda a Áfricadesse império, desde o Egipto até ao actual
Magrebe, incluindo a «europeia» Península Ibérica. Estes acontecimentos provocaram
uma dupla separação da Europa das outras terras mediterrânicas, e, como
consequência desta separação, uma «migração» do conceito geográfico de «Europa»
para o Ocidente, ao ponto de esta passar a definir uma península Atlântica chamandolhe continente3.
Esta «migraçãoda Europa» para o Ocidente não pode também ser compreendida sem
uma referência ao Cristianismo e ao seu profundo impacto sobre este «processo
migratório». Religião nascida nas províncias da Ásia do Império Romano, conheceu,
nos primeiros séculos da era cristã, uma expansão significativa sobretudo nas áreas
geográficas que, a após a divisão do Império Romano, ficaram sob controlo deConstantinopla/Bizâncio (i. e. do Império Romano do Oriente), as quais abrangem as
zonas mais antigas de cristianização (cuja presença ainda hoje se pode detectar, por
exemplo, nos cristãos gregorianos da Arménia, ou nos cristãos coptas do Egipto).
Sendo mais tardia, a expansão ocorrida do lado Ocidental do Império Romano
(Península Ibérica, França, Países Baixos) e nas regiões a Norte deste que, na suaesmagadora maioria nunca lhe estiveram submetidas (Ilhas Britânicas, «Germania» e
Escandinávia) esta foi bastante mais duradoura e consistente, prolongando-se por
quase toda a Idade Média.
É através de um complexo processo de fusão entre a cultura da Antiguidade Clássica
greco-latina (especialmente na sua versão latina), as práticas culturais dos «bárbaros»
que puserem fim ao poder...
tracking img