Matriz energetica do brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1431 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sistema elétrico no MERCOSUL
Matriz Energética Brasileira; Sazonalidade da cana de açúcar, eólica e hidráulica Órgãos Governamentais

Anderson Coutinho Douglas Lougon Robson Rangel Danniel Alves Alex Malek

Matrizes de geração de energia

Hidrelétricas
Implantadas em sua grande maioria no período militar. Implantadas próximas aos centros consumidores e produtores (Sul e Sudeste) Apesardo potencial, na Amazônia não se justifica a instalação pela distância dos centros principais e pelas características dos rios. Somente 25% do potencial hidráulico instalado. Clima tropical e equatorial favorecem as hidrelétricas devido à alta pluviosidade e os rios de planaltos.

4

A Evolução e Cenário Atual do Agronegócio

5

A Evolução e Cenário Atual do Agronegócio

6

AEvolução e Cenário Atual do Agronegócio

Termelétricas
Instaladas após 2001, quando o Brasil passou por um período crítico de falta de energia causada por: Falta de investimentos, uma vez que as empresas de energia haviam sido privatizadas e não investiram o que prometeram. Crescimento econômico do Brasil, aumentando a demanda por energia no país Estiagem prolongada no País diminuiu drasticamente onível dos lagos das usinas. O governo precisou intervir e racionalizar o uso da energia do país. O gás natural vindo da Bolívia tornou possível a implantação das termelétricas no sudeste, uma vez que o carvão do sul não é indicado para queima nesse nível.

8

A Evolução e Cenário Atual do Agronegócio

9

A Evolução e Cenário Atual do Agronegócio

Potencial de UTE a Biomassa Instalado O Brasil criou um programa nuclear ainda no período da ditadura militar em 1969. Reaproveita tecnologias abandonadas dos EUA para implantar Angra I. Cria Angra II com projeto vindo da Alemanha que consistia em implantar 8 reatores (usinas), mas somente uma foi implantada. O projeto custaria 30 bilhões de dólares. Central já acumula 6.650 embalados entre tonéis e caixas que estão em três prédios.Rejeitos nucleares de angra não têm destinação final Juntas, as 3 usinas vão gerar mais de 2 mil megawatts

Usinas nucleares

12

Álcool
Uma tonelada de cana gera cerca de 320 kg de bagaço, do quais 90% são usados na produção de energia. A importância da co-geração de energia utilizando o bagaço reside no fato de que ela coincide com o período de seca dos reservatórios das usinashidrelétricas e, dessa forma, possui importante caráter complementar.

13

Potencial do Setor Sucroalcooleiro

Plantio e colheita da cana
Safra da cana em 8 meses (março até outubro) Colheita através de máquinas Proximidade do campo com a usina Clima e solos propícios Não há preocupação com o melhor tipo de cana

O negócio energia
A capacidade de co-geração de energia com o bagaço, paraprodução de açúcar e álcool e exportação do excedente, é atualmente de 1650 MW ou 2% da demanda nacional. No entanto, o aproveitamento de todo potencial energético do bagaço está longe do ideal, muito por conta do uso apenas de parte da produção de bagaço e do desperdício de energia com as tecnologias intermediárias e obsoletas apresentadas pelas termoelétricas das usinas. O potencial de cogeração deenergia para 2012, com aproveitamento de 50% do bagaço, é de 9 mil MW ou 8% da demanda nacional projetada (ANEEL/ÚNICA).
16

Pontos Negativos
O que se observou no ano de 2007 não é sustentável em termos econômicos e de remuneração de pessoas e distribuição de renda. Diversos investimentos foram feitos em expansão da capacidade produtiva, confiando no crescimento do mercado interno e externo deálcool. Somado ao fato de o preço do açúcar estar extremamente baixo, praticamente os produtores de cana e usinas terminam o ano sem lucro nenhum, comprometendo o crescimento e a distribuição de renda, tão sonhadas para este setor. Troca de cultivo de alimentos por cultivo de combustível (hoje mais acentuado) Aumento das monoculturas, o que agravou o problema da concentração de terras no...
tracking img