Matematica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
I Lucas, capítulo 1

Tinha o olhar perdido num abismo, através do vidro um tanto embaçado da janela à sua frente. Mais parecia uma miniatura daquelas ventanas de torres de castelos medievais, onde se situam os sinos, como de fato remonta o modelo histórico da arquitetura daquela estância. Um lugar infelizmente ainda usado, com algumas reformas, para o funcionamento de um antigo hospitalpsiquiátrico, agora parte de uma faculdade popular. Numa pequena cela escura repleta de rachaduras, Lucas mantém um rosto sem expressão, qualquer sinal de contemplação ou pensamento. Catatônico e distante. Os olhos negros, opacos, divagam parados na fuga de um turbilhão de emoções e acontecimentos que viram recentemente. Uma fuga num mundo um pouco melhor, onde seu rosto pálido e fino sorria tímida edescontraidamente, num ambiente não mais saudável, mas ao menos agradável. Quase pode ouvir a música de tempos mais reais do que essa loucura que tem sido o mundo. O corpo magro de estatura mediana sob a larga vestimenta bege encardida de interno, a cama ao lado encostada na parede, abaixo de um grande crucifixo de madeira escura e envernizada. Uma bíblia sobre um criado-mudo, os dedos cruzados sobreo colo. Os dentes grandes e certos, cerrados por baixo dos lábios finos, à sombra de um pontiagudo nariz aquilino.

Aquela vista do segundo andar permitia que se pudesse ver um grande jardim mal cuidado à frente de uma quadra poliesportiva, rodeados por uma pista de Cooper, que por sua vez é cercada por muros “brancos” e altos, sujos e rabiscados. Lá deveria haver profissionais conduzindoatividades terapêuticas, mas o que se vê pela neblina desta manhã silenciosa é indigentes abandonados em meio ao lixo. Sentados ou jogados ao chão, fumando, jogando baralho, sendo separados de brigas por “enfermeiros”, enquanto outros andam de um lado para o outro, falando sozinhos. Praticamente mendigos uniformizados, sem família e esperança, num cenário típico onde o clima cinzento, frio e úmido,torna a atmosfera ainda mais deprimente.

No estreito corredor amarelo ao lado de fora, passando pelas manchas na parede à luz fraca, uma enfermeira carrancuda e corpulenta de meia idade se aproxima à porta do quarto, à pesados passos largos, desviando-se dos buracos de tacos arrancados num chão marrom-escuro enegrecido pelo tempo, em frente a uma equipe de estudos liderada por um pequeno doutor.Num gesto largo e lento por trás do visor de vidro na porta, aponta a cadeira de rodas ao lado interior do quarto, de costas para o grupo, voltada para a janela tosca à sua frente.

Calvo e robusto, o doutor tinha como tema de sua exposição, naquele momento, o fato de que há muito tempo não tinham um paciente assim. Chegara à três dias nesse estado, e já conseguiam fazê-lo comer. O curioso nocaso dele, era sua espécie de catatonia que não era causada por drogas, danos físicos, nem qualquer moléstia concreta. Parecia um caso típico de stress e/ ou esquizofrenia, e a nova faculdade de baixo custo que funcionava na cidade, já mostrava os ares de sua presença com suas pesquisas, questionários e testes. Os acadêmicos, principalmente alunos pagantes, parecem curiosos sobre o “quadro clínico”do paciente, e esperam poder observar um possivelmente necessário experimento de hipnose, conforme ocorra alguma melhora nesse homem sem documentos nem alguém que responda por ele.

Ouvindo a conversa como sussurros ao vento, numa viagem rumo à um destino longínquo, Lucas continua com sua música em uma atmosfera particular, que soa a o longe, e vem se aproximando lentamente naquela vozmelancólica e aveludada, praticamente como se estivesse lá. Um lugar chamado Soft Club, curioso pelo estilo alternativo. Quando anoitece aos sábados, há jazz e blues ao vivo, depois um intervalo, e de madrugada, mulheres dançavam música ambiente de forma sensual, dividindo o palco às vezes com clientes que gostavam de arriscar uns passos, por diversão.

Tinha pego uma noite de folga, e combinara com...
tracking img