Massuda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2118 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]













TEORIA DAS RESTRIÇÕES – TOC
exercícios


















Exercícios.

1) Empresa XYZ.

Operações A B C D E
[pic]
PV= $100,00
Custo de MP= 35,00

A Empresa trabalha 8 horas dias, 22 dias por mês, equivale a 176 horas mês.

a)Qual o ganho unitário do produto X?

Ganho Unitário = PV- custo MP → Ganho Unitário = 100 – 35 → Ganho Unitário = 65

b) Qual recurso limita a capacidade da linha?

O recurso que limita a capacidade da linha de produção é o C, pois sua capacidade de produção é apenas 7 und/h.

c) Alguém apresentou um projeto para otimizar o RECURSO B, melhorando seu desempenho de 13 para 14peças por hora o que necessita um investimento de $5.000,00 (depreciação de $41,67 por mês).
Qual o impacto da aceitação dessa proposta na META da empresa (G, I, DO)????

Particularmente um impacto desnecessário já que a restrição da linha de produção é no recurso C.


d) Outro Projeto foi apresentado. O recurso C é otimizado, e passa de 7 para 7,1 peças por hora com investimento de$5.000,00.
Qual impacto da aceitação dessa proposta????

176 hr/mês x 0,1 capacidade expandida = 17,6 produtos a mais por mês
17,6 prod x 65 ganho unitário = 1.144,00 ganho mensal
A otimização vai gerar um aumento na produção de 17,6 produtos ao mês, o que representa um aumento de 1.144,00 no ganho mensal. O ganho total passa de 80.080,00 para 81.224,00.

Obs.: Para aumentar o desempenho dalinha é necessário concentrar esforços no recurso C. melhoria no desempenho dos outros elos não serão refletidos no desempenho como um todo.

A TOC não tem preocupação com eficiência locais a não ser na restrição.

Nesse exercício os recursos não restrição teriam ociosidade se administrados conforme os princípios da TOC

O primeiro recurso A para ter 100% de eficiência teria que ser alimentadocom 10 peças/hora de MP. Isso não aumentaria o GANHO (limitado por C, ou seja, 7 peás por hora).

A busca pela eficiência local dos recursos não restrição leva a empresa na direçãooposta à META, a ociosidade dos recursos não restrição é uma necessidade.

Os recursos não restrição precisam garantir o abastecimento da restrição, e só eles não contribuiriam com a meta se ficassem 100% do tempoproduzindo

A restrição dita o ritmo da produção

A medida mais importante é o GANHO, o objetivo é sempre aumentar o ganho

O INVESTIMETO e a DESPESA OPERACIONAL devem ser diminuídos e por isso tem um limite ; ZERO.

Focar no Ganho, faz com que os gerentes tenham que pensar na empresa como um todo, pois só se pode aumentar o GANHO otimizando uma restrição do sistema e para enxergar asrestrições do sistema é necessário que se tenha uma visão global.

A TOC não calcula o custo do produto, temos que avaliar o impacto não de um produto, mas de uma decisão.

Quando tomar uma decisão :
- GANHO vai mudar??
- e quanto o INVESTIMENTO vai mudar??
- e a DESPESA OPERACIONAL????

De volta ao exercício.

O recurso C tem capacidade de 7 peças/ hora é a restrição do sistema.
Suponha40 horas de trabalho semanal = a empresa consegue produzir 40 x 7 = 280 produtos. Isso se o recurso não quebrar ou faltar peças. Quando o recurso C parar cada minuto, vai significar perda de GANHO. Para por uma hora na semana 273 produtos (39 x 7)

Segundo passo: processo de otimização contínua da TOC. explorar a restrição do sistema. Evitar que a restrição pare passa a ser prioridade.Inventário protetor na frente da restrição.
Numa situação na qual existe uma restrição na linha de produção, faz se necessário decidir quais produtos são mais interessantes, pois não há capacidade de entrega de todos.

RECURSO C , a restrição é o tempo disponível, caso haja mais de um produto, produtos diferentes utilizam tempo de restrição diferentes

QUAL????
- ganhos diferentes
- tempos...
tracking img