Marx sobre as desigualdades sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2565 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

3 CONCLUSÃO.........................................................................................................12

4 REFERÊNCIAS.......................................................................................................13


1 INTRODUÇÃO
O trabalho apresenta de forma clara e rica as concepções de Karl Marx e como estespensamentos sobrevivem até os dias atuais na sociedade. O marxismo influenciou os mais diversos setores da atividade humana ao longo do século XX, desde a política e a prática sindical até a análise e interpretação de fatos sociais, morais, artísticos, históricos e econômicos. Tornou-se base para as doutrinas oficiais utilizadas nos países socialistas, segundo os autores dessas doutrinas. No entanto,o marxismo ultrapassou as idéias dos seus precursores, tornando-se uma corrente político-teórica que abrange uma gama de pensadores e militantes, nem sempre concordantes, mas que assumem posições teóricas e políticas às vezes antagônicas, tornando-se necessário observar as diversas definições de marxismo e suas diversas tendências, especialmente a social-democracia, o bolchevismo e o comunismo deconselhos
Um texto crítico foi elaborado, com base no pensamento de Marx, observado também as desigualdades existentes na cidade de Seabra, que se relacionam diretamente com essa teorias. Assim Marx considera as desigualdades sociais como produto de um conjunto de relações pautado na propriedade como um fato jurídico, e também político. O poder de dominação é que da origem a essasdesigualdades.









2 DESENVOLVIMENTO

AUTOR ESCOLHIDO:
KARL MARX
CONCEPÇÃO DO PENSADOR Exemplo encontrado atualmente que justifica a concepção:
Desigualdades sociais Marx atribui a origem das desigualdades sociais a uma enorme quantidade de riquezas que se concentra, nas mãos de poucos indivíduos. Assim Marx considera as desigualdades sociais como produto de um conjunto de relaçõespautado na propriedade como um fato jurídico, e também político. As desigualdades se originam de uma forma sucinta, dessa relação contraditória, refletem na apropriação e dominação, dando origem a um sistema social, neste sistema uma classe produz e a outra domina os meios de produção. As classes sociais mostram as desigualdades da sociedade capitalista. Cada tipo de organização social estabelece asdesigualdades, de privilégios e de desvantagens entre os indivíduos.
A concepção de Marx para as desigualdades sociais perduraram até os dias de hoje, pois a riqueza ainda continua nas mãos dos ricos enquanto os pobres tem cada vez menos condições de sobrevivência. Ainda hoje, as desigualdades são criadas e mantidas pelo poder de dominação da classe alta, que não abre mão de sua posição emdetrimento dos mais necessitados e assim acentuam cada vez mais as desigualdades.








Concepção de Estado e Governo O pouco interesse de Marx pela tipologia das formas de governo é devido sua concepção negativa do Estado. São duas as concepções: a) considera o Estado como pura e simples superestrutura que reflete o estado das relações sociais determinadas pela base econômica; b)identifica o Estado como aparelho de que se serve a classe dominante para manter seu domínio, não é o bem comum, mas o bem da classe dominante, o bem particular de quem governa, o que faz o Estado se manifestar de uma forma corrompida. Marx considera o Estado como um puro e simples ‘instrumento" de domínio. A vida material dos indivíduos é a base real do Estado. E "o Estado existe dentro da vida civil". Ateoria do Estado de Marx representa o fim da superstição política. O conjunto das relações de produção constitui a estrutura econômica da sociedade, a base real sobre a qual se levanta uma superestrutura jurídica e política, à qual correspondem formas determinadas de consciência social.
Como afirmava Marx, o Estado e o Governo ainda continuam sendo uma forma de domínio da classe privilegiada...
tracking img