Marvila

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4439 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Área de Intervenção Braço de Prata – Poço do Bispo

I - Introdução
A área em estudo encontra-se inserida no território que compõe a freguesia de Marvila. O nosso trabalho vai incidir nos seguintes pontos de abordagem: 1- Breve abordagem á formação Histórica de Marvila e Cartografia comparativa 2- Referências arquitectónicas da área em estudo e sua envolvente 3- Composição da Morfologia Urbanaexistente 4- Passado e Presente 5- Referência a duas abordagens de regeneração urbana e dois exemplos de Reconversão de Espaços Industriais

1- Breve abordagem a formação Histórica de Marvila e cartografia comparativa

Marvila possui uma longínqua e enriquecida história que ao logo de séculos foi criando uma cultura e identidade própria. A sua proximidade com o rio (ou mar da palha como éconhecido) cria uma relação de cumplicidade que influencia o seu desenvolvimento. Desde sempre foi um bairro de árduo trabalho e um dos pilares de Lisboa. Esquecida no tempo envelhece nesse abandono deixando nas suas ruinas ainda reconhecer um património arquitectónico e uma identidade cultural

Em 1149 foram doadas por D. Afonso Henriques à Mitra de Lisboa todas as rendas e terras de Marvilaque possuíam mesquitas dos mouros. Essa herdade de grande extensão, foi dividida em duas partes pelo Bispo de Lisboa, D. Gilberto, em 1150. De uma das metades resultaram 31 courelas que o prelado entregou aos cónegos da Sé e que, a partir do século XV deram origem às muitas quintas de Marvila. Até essa altura várias instituições tiveram aqui propriedades, são exemplo : • • • • • • Mitra de Lisboa,Mosteiro de Chelas, Mosteiro S. Vicente de Fora Mosteiro Santa Cruz de Coimbra, Ordens do Templo Hospital de Santiago.

Fonte: jf-marvila.pt

Esta zona de Lisboa, foi durante mais de um século marcada pela forte concentração das actividades portuárias e de industria. Esta paisagem contrastava com resultante da ocupação da aristocracia e ordens conventuais que marcaram durante os séc. XVII eXVIII, forte presença nesta zona de Lisboa. As grandes quintas e palácios são vestígios ainda existentes exemplos da ocupação destes extractos sociais Com o terramoto de 1755, muitas quintas nobres são abandonadas nascendo nesses terrenos fábricas. Remontam a 1785 e 1786 as duas primeiras fábricas ambas dedicadas à estamparia de Chita. Após a extinção das ordens religiosas, em 1834, e a inauguraçãoda linha-férrea em 1856, a industrialização progride e assim se manterá até meados do século XX. Ainda hoje encontramos vestígios da forte industrialização aqui concentrada: • • • Fábrica de Material de Guerra de Braço de Prata Abel Pereira da Fonseca entre outras.

Fonte: jf-marvila.pt

Evolução Topográfica

Cartografia. séc. XVI- XVII a mais antiga perspectiva cartográfica de LisboaPlano Geral da Cidade de Lisboa 1785

Cartografia Parcial Filipe Folque 1908 e enquadramento com a actualidade

2 - Referências arquitectónicas

O Palácio da Mitra, data do Século VXII. No séc. XVIII, foi remodelado por D. Tomás de Almeida, primeiro Cardeal Patriarca de Lisboa. Nestas remodelações foi introduzida a estrada (calçada), e a capela. O interior foi enriquecido com pinturas,tapeçarias e azulejos. No século XX, foi várias vezes vendido, sendo actualmente propriedade da CML onde funciona uma actividade pública. A Fábrica Seixas de metalurgia e fundição, teve aqui instalada a sua actividade que funcionaria nas antigas cocheiras e os escritórios nos salões do palácio. Tendo ainda aqui a funcionado uma fábrica de licores. Mais tarde as instalações da fabrica foram ocupadascomo asilo da Mitra, ficando esta parte desagregada do palácio, sendo hoje propriedade da Santa casa da Misericórdia. Em 1930 a parte do palácio é adquirido pela Câmara Municipal de Lisboa, a quem ainda pertence. Destacam-se no edifício: salas e escadarias ornadas de silhares de azulejos; tectos em painel com pinturas ornamentais; painel rococó tardio no jardim superior. Como nota fica que esta...
tracking img