Marcos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3806 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Correlações entre Estrutura Musical e Narrativa Poética em Carinhoso
 
Carlos de Lemos Almada1
calmada@globo.com
 
Resumo: Este artigo examina as fortes correlações existentes entre as estruturas textual e musical na canção “Carinhoso”, de Pixinguinha e João de Barro. Com base na metodologia da análise schenkeriana, o estudo demonstra que os diferentes estados de espírito sugeridos pelanarrativa poética correspondem a certos eventos-chave melódico-harmônicos, cujas importâncias hierárquicas são devidamente explicitadas pela análise estrutural. Os resultados obtidos sugerem ainda que a peça possui uma forma básica ternária, contrariando a interpretação consensual.
Palavras-chave: Análise schenkeriana em música popular; “Carinhoso”; Relações entre texto e música.
 
Abstract: Thispaper examines strong correlations between the musical and textual structures in the song “Carinhoso”, by Pixinguinha and João de Barro. Based on the metodology of the Schenkerian analysis the study demonstrates that the different moods suggested by the poetic narrative correspond to some special melodic-harmonic events, whose heirarchical significances become evident in the structural analysis.The results also suggest that the piece has a ternary basic form, contrary to the consensual interpretation.
Palavras-chave:Schenkerian analysis in popular music; “Carinhoso”; Relations between text and music.
 
 
Introdução
Este estudo integra um amplo projeto de pesquisa que tem em seu foco principal a investigação sistemática sobre as estruturas de peças de música popular. Tendo comoprecedentes alguns artigos que analisam exclusivamente aspectos melódico-harmônicos nos gêneros bossa nova (ALMADA, 2009; 2011) e choro (ALMADA, no prelo), o presente estudo investiga as estreitas correlações existentes entre a estrutura musical e a narrativa poética da conhecida canção “Carinhoso”, obra bastante estudada sob os mais diversos aspectos, mas, ao menos até onde se sabe, nunca a partir daperspectiva musical-estrutural.
Esta análise de “Carinhoso” toma como modelo estudos de peças selecionadas do consagrado repertório de baladas norte-americanas das décadas de 1920 e 1950, realizados por Allen Forte (1995). Neles o autor empregou como principal ferramenta analítica alguns dos recursos gráficos e elementos conceituais da teoria schenkeriana, tendo como o principal objetivo o examedas interações textuais e estruturais que, em vários casos, são profundamente enraizadas.
 
Carinhoso: letra e música
Embora a letra de “Carinhoso” tenha sido escrita por Carlos Alberto Ferreira Braga (também conhecido como João de Barro e Braguinha) somente dezenove anos após a composição da melodia por Pixinguinha, em 1917,2 chama extraordinariamente a atenção o fato de que – como serádemonstrado no decorrer deste estudo – a narrativa poética se ajusta de maneira notável à estrutura musical, como se ambas tivessem sido concebidas simultaneamente e pelo mesmo autor. É o seguinte o texto de Braguinha:
 
Meu coração,
não sei por quê
Bate feliz quando te vê
E os meus olhos ficam sorrindo
E pelas ruas vão te seguindo,
Mas mesmo assim foges de mim.
 
Ah se tu soubesses
Como sou tãocarinhoso
E o muito, muito que te quero.
E como é sincero o meu amor,
Eu sei que tu não fugirias mais de mim.
Vem, vem, vem,
 
Vem, vem sentir o calor dos lábios meus
À procura dos teus.
Vem matar essa paixão
Que me devora o coração
E só assim então serei feliz,
Bem feliz.
 
Uma análise superficial desse texto levanta a conjectura inicial de que tudo se passaria apenas na imaginaçãodo narrador. A segmentação da narrativa, no entanto, gera discordância em relação ao que se costuma considerar como a forma básica da canção. Apesar de ser quase um lugar comum afirmar que “Carinhoso” é uma peça de forma binária,3 ambas as estruturas, textual e musical (como será discutido mais à frente), sugerem a possibilidade de uma organização ternária, ainda que, a princípio, não muito...
tracking img