Manual de tinturaria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6887 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Etec Polivalente de Americana

Manual de Tinturaria

Alessandro Henrique Brasil do Carmo – Nr. 02
Claudinei de Luca – Nr.19
Edimar Sifonte – Nr. 20


Introdução

O presente manual, tem a finalidade de auxiliar os técnicos têxteis na administração da prestação de serviços de tinturaria.
A descrição dos corantes, máquinas e temperaturas a serem usadas para cada tipo de fibra, orientao técnico têxtil a um acompanhamento crítico neste momento tão importante que é o beneficiamento do tecido.

Indice

Introdução Pg 02
Estudo das Fibras Têxteis Pg 04
Estudo dos Corantes Pg 06
Produtos Auxiliares Pg 12
Considerações Sobre Corantes Pg 14
Tabela de Classificação Geral das Fibras Pg 17
Anexo I (Fotos de Maquinas) Pg 48

Fibras Têxteis:Entende-se por fibra têxtil, todo elemento de origem química ou natural, constituído de macromoléculas lineares, que apresente alta proporção entre seu comprimento e diâmetro e cujas características de flexibilidade, suavidade e conforto ao uso, tornem tal elemento apto às aplicações têxteis.

Fibra Têxtil Natural:

São todas as fibras que já se apresentam prontas na natureza necessitando apenasalguns processos físicos para transforma-las em fios. Estão divididas em:
Fibra têxtil animal : Seda, lã, lhama, etc...
Fibra têxtil Vegetal : Algodão, linho, sisal, coco etc...
Fibra têxtil Mineral : Amianto.

Fibra Têxtil Quimica:

Formada de macromoléculas lineares obtidas através de artifícios ou sínteses químicas. Logo é um grupo de fibras não naturais que englobam as fibrasartificiais e sintéticas. É também conhecida como fibra manufaturada, fibra feita pelo homem, tecnofibra ou man-made-fiber. Elas estão divididas em:

Fibra têxtil artificial:

São todas as fibras que se apresentam na natureza numa forma não utilizável. O homem através de artifícios químicos as coloca em condições de uso:
Ex: viscose, modal, cupro, liocel, acetato, triacetato, etc...

Fibratêxtil Sintética:

As fibras sintéticas não existem na natureza. O homem através de sínteses químicas as coloca em condições de uso,ou seja, são formadas por macromoléculas criadas (sintetizadas) pelo homem. Ex: Poliéster, poliamida, polipropileno, polietileno, acrílico, elastano, etc...


Corantes :
Considerando a divisão produtiva da cadeira têxtil não se pode deixar de mencionar aimportância dos corantes nos processos de acabamento, incluindo as lavanderias acopladas às atividades produtivas. Existem várias maneiras para se classificar os corantes, por exemplo, de acordo com a sua constituição química, sua aplicação, solidez em geral, tipo de excitação eletrônica, quando exposto à luz, etc. A classificação dada a seguir segue o padrão adotado pelo Colour Index, publicado pelaThe Society of dyers and Colourists, em conjunto com a Association of textile Chemists an Colorists.

a) Corantes à tina (VAT DYES)
Os corantes à tina, com poucas exceções, são subdivididos em dois grupos: os indigóides e os antraquinônicos. Todos eles possuem, como característica química, a presença de um grupo cetônico (>C=O) e são essencialmente insolúveis em água. A solubilização dessescorantes se dá por redução em solução alcalina / redutora e o produto obtido recebe o nome de LEUCO. O grupo cetônico toma a forma reduzida (>C-OH), solúvel em água, e o corante passa a ter afinidade química com a fibra celulósica. O corante original, insolúvel, é recuperado por uma oxidação posterior. O corante índigo se encaixa nesta classificação, por ser um indigóide.

b) Corantes reativos
Oscorantes reativos se caracterizam por terem pelo menos um grupo cromóforo e um grupo reativo, sendo solúveis em água. O grupo cromóforo é aquele que é responsável pela cor do produto e o grupo reativo é a parte química do corante que reage com os grupamentos hidroxílicos (OH) da celulose. Dái estes corantes se chamarem corantes reativos.

c) Corantes dispersos ou plastosolúveis
Os corantes...
tracking img