Manual concar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 222 (55451 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
NCB - CONCAR MND 0001 2007

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA ESTRUTURAÇÃO DE DADOS GEOESPACIAIS DIGITAIS VETORIAIS

COMISSÃO NACIONAL DE CARTOGRAFIA – CONCAR

NCB-CC/E 0001A07 SISTEMA CARTOGRÁFICO NACIONAL NORMA CARTOGRÁFICA BRASILEIRA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO COMISSÃO NACIONAL DE CARTOGRAFIA 27/09/2007 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA ESTRUTURAÇÃO DE DADOS GEOESPACIAISDIGITAIS VETORIAIS (Versão 2.0)

A demanda por informação geoespacial na sociedade atual tem crescido exponencialmente. Com a multiplicidade de geotecnologias existentes no mercado, a produção de dados geoespaciais e sua distribuição vêm tornando-se cada vez mais ágeis. No entanto, para que tal aconteça, os dados precisam ser gerados segundo padrões e especificações técnicas, para possibilitar ocompartilhamento, a interoperabilidade e a disseminação de dados, configurando estes aspectos como fundamentais de uma Infra-estrutura de Dados Espaciais (IDE). A CONCAR, sensível a esta necessidade, constituiu a Subcomissão de Dados Espaciais e Comitês Especializados a fim de elaborar propostas para subsidiar a Infra-estrutura Nacional de Dados Espaciais do Brasil (INDE-Brasil). O ComitêEspecializado para a Estruturação da Mapoteca Nacional Digital (CEMND) tem, dentre outras, a atribuição de elaborar as Especificações Técnicas para Estruturação de Dados Geoespaciais Vetoriais, tendo sua atuação calcada nos termos do nº 2 do §1º e do §3º do art. 15, do Cap. VIII, do Decreto-Lei nº 243, de 28 de fevereiro de 1967.

2

CAPÍTULO I OBJETIVO Apresentar as Especificações Técnicas paraEstruturação de Dados Geoespaciais Digitais Vetoriais, para a Mapoteca Nacional Digital – MND, componente da estruturação de dados cartográficos do Mapeamento Sistemático Terrestre, da Infra-estrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE), a fim de padronizar estruturas de dados que viabilizem o compartilhamento de dados, a interoperabilidade e a racionalização de recursos entre os produtores e usuários dedados e informação cartográfica.

CAPÍTULO II INTRODUÇÃO A sociedade moderna utiliza cada vez mais a informação como subsídio à tomada de decisão, balizada em uma nova arquitetura tecnológica, econômica, social, ambiental, política, organizacional e de gestão coletiva em um processo de reestruturação global. O emprego de dados geoespaciais, ou seja, dados referenciados à superfície terrestre, écada vez mais intenso, tanto por usuários públicos quanto privados. O atendimento a esta demanda exige que a produção e a disseminação desses dados sejam realizados de forma ágil. O atual estágio das geotecnologias, como o Sensoriamento Remoto, o Posicionamento por Satélites, os Sistemas de Produção Cartográfica, os Sistemas de Informações Geográficas e o acesso à Web (webmapping), tem aceleradoainda mais este processo. Conceitualmente, “uma Infra-Estrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE) deve englobar políticas, normas, dados, padrões, tecnologias e recursos humanos necessários para adquirir, processar, armazenar, distribuir e melhorar a utilização de dados geoespaciais”. Dentre as especificações da INDE deve estar presente uma que defina apropriadamente a estrutura empregada naaquisição e armazenamento de informações geoespaciais, que permita a disseminação e a disponibilização, otimizando assim o seu compartilhamento, e maximizando a utilidade dos recursos da Tecnologia da Informação, nos diferentes níveis de governo, no setor privado, no terceiro setor, na comunidade acadêmica e na Sociedade como um todo. Integrando a componente de dados da INDE brasileira, a denominadaMapoteca Nacional Digital (MND) é entendida como o conjunto de dados geoespaciais (vetoriais e matriciais) devidamente estruturados conforme norma em vigor, seus Bancos de Dados Auxiliares - BDA e os seus metadados, armazenados em repositórios distribuídos e compartilhados, referentes ao espaço geográfico brasileiro. Estas especificações, elaboradas no âmbito do Comitê CEMND abrangem dados...
tracking img