Macroeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2580 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA
CECAJ- CENTRO DE CIÊNCIAS APLICADAS E JURÍDICAS.
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO.
DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE ECONOMIA
DOCENTE: MEIRE JOYCE.

MERCADO DE TRABALHO CONCEITOS, DEFINIÇOES E FUNCIONAMENTO

DISCENTES: DERLI ANTONIO MARTINAZZO


BOA VISTA/RR
NOVEMBRO/2011
SUMÁRIO

* iNTRODUÇÃO
* ATIVIDADE ECONOMICA E O COMPORTAMENTO NOMERCADO DE TRABALHO
* POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA (PEA) E O MERCADO DE TRABALHO
* A TAXA DE PARTICIPAÇÃO OU TAXA DE ATIVIDADE
* TAXA DE DESEMPREGO
* Classificação dos tipos de Desemprego:
* Índice de subemprego
* Taxa de rotatividade da mão-de-obra
* Índices de salário reais e salários reais e salários nominais
* Índice de produtividade
* FONTES DE INFORMAÇÃO DOMERCADO DE TRABALHO NO BRASIL
* FLUXOS DO MERCADO DE TRABALHO
* rEFERÊNCIAS

Mercado de Trabalho

INTRODUÇÃO

A relação entre o trabalhador e as organizações adquiriu importância fundamental a partir da Revolução Industrial, sendo marcante nesta relação o “comportamento” do mercado de trabalho. Podemos tentar, compreendê-lo, bem como explicar as mudanças que tem sofrido nas últimasdécadas em função do desenvolvimento tecnológico e das alterações nos padrões econômicos, são raros os estudos que desenvolvem uma reflexão teórica do conceito ou mesmo que apresentam uma corrente teórica que a ser utilizada para a análise.
Talvez por tratar-se de um dos primeiros conceitos que busca explicar a relação entre trabalhadores e organizações, pode-se acreditar que se trata de um termojá claramente definido, sendo desnecessárias novas análises sobre o tema. No entanto, a compreensão predominante sobre o mercado de trabalho está inevitavelmente impregnada dos pressupostos presentes no vocabulário mais usual, em que prevalece a visão de um “lugar” (eventualmente abstrato) onde os conjuntos de ofertas e de demandas de emprego se confrontam e as quantidades oferecidas e demandadas seajustam em função do preço, isto é, dos salários no mercado de trabalho.

O mercado de trabalho surge com o sistema capitalista de produção e com a utilização da força de trabalho assalariada em larga escala, é uma instituição fundamental para o funcionamento da economia. Pode ser definido como um local onde ocorre a compra e venda de serviços de mão-de-obra, onde trabalhadores e empresáriosnegociam, com ou sem intervenção do Estado, os diversos aspectos relacionados ao capital e trabalho entre eles:

Mercado formal de trabalho: constituído pelas relações contratuais de trabalho, essas determinadas pelas forças do mercado e por legislações específicas.

Mercado informal de trabalho: mercado com suas próprias regras e com o mínimo de intervenção do estado.

Para amicroeconomia o mercado de trabalho constitui-se em um caso particular da teoria dos preços, sendo imprescindível para a elaboração dos níveis de salários e emprego.
Para a macroeconomia contribui para a determinação dos níveis de demanda agregada, do produto e do emprego fundamental para os mercados de bens e serviços. Ainda na visão macroeconômica possui efeitos na socioeconômica, constituído variáveiscomo salários (real ou nominal), desemprego, rotatividade e produtividade.

ATIVIDADE ECONOMICA E O COMPORTAMENTO NO MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho não pode ser analisado sem o contexto econômico, as principais variáveis que o constituem – salário, emprego, desemprego, rotatividade, produtividade – são influenciadas pelas variações da atividade econômica como desenvolvimentoeconômico do país. Em regra o nível e o ritmo do crescimento econômico conduzem ao crescimento dos principais indicadores do mercado de trabalho.

* No longo prazo:

* Os salários reais sobem, pois com o crescimento mais bens são disponibilizados para consumo, contudo não há uma relação direta com a distribuição de renda;
* O emprego cresce porque se ampliam as oportunidades de...
tracking img