Macbeth e o poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1164 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Atividade:
Resenha crítica do livro Macbeth.



1. Introdução

A luta constante que a nossa própria consciência trava entre o certo e o errado. Esse é o foco de Macbeth. A ambição, a ganância, o desejo de poder e até onde o homem se permite corromper pela ilusão trazida pelos mesmos. Isso, nada mais é do que uma incitação ao leitor, para que o mesmo associe ficção e realidade. Que serhumano não almeja poder e riquezas por “vias fáceis” ? Será que, como dizia Maquiavel, quando o assunto se trata de interesses, “os fins justificam os meios” ?



2. Sobre o Autor
Shakespeare é considerado um dos mais importantes dramaturgos e escritores de todos os tempos. Seus textos são tidos como verdadeiras obras de arte e permaneceram vivos até os dias de hoje, sendo representados emteatros,livros e filmes.
Nascido em 23 de abril de 1564, na cidade inglesa de Stratford-Avon, é nesta região que Shakespeare começa seus estudos e demonstra grande interesse pela literatura e escrita. Mas é no ano de 1591, quando vai morar em Londres em busca de oportunidades na área cultural, que Shakespeare começa sua primeira peça, Comédia dos Erros, na qual termina quatro anos depois. Nesta época,ele escreveu aproximadamente 150 sonetos.
Embora seus sonetos sejam até hoje considerados os mais lindos de todos os tempos, foi na dramaturgia que ganhou destaque. No ano de 1594, entrou para a Companhia de Teatro de Lord Chamberlain, que possuía um excelente teatro em Londres. Neste período, o contexto histórico favorecia o desenvolvimento cultural e artístico, pois a Inglaterra vivia ostempos de ouro sob o reinado da rainha Elizabeth I. O teatro deste período, conhecido como teatro elisabetano, foi de grande importância. Escreveu tragédias, dramas históricos e comédias que marcam até os dias de hoje o cenário teatral.
Os textos de Shakespeare fizeram e ainda fazem sucesso, pois tratam de temas próprios dos seres humanos, independentemente do tempo histórico. Relacionamentosafetivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos relacionados à condição humana, são constantes nas obras deste escritor.
No ano de 1610, retornou para Stratford, sua cidade natal, local onde escreveu sua última peça, A Tempestade, terminada somente em 1613. Em 23 de abril de 1616 faleceu o maior dramaturgo de todos os tempos, de causa ainda não identificada peloshistoriadores.
Principais obras :
- Comédias: O Mercador de Veneza,Sonho de uma noite de verão,A Comédia dos Erros,Os dois fidalgos de Verona,Muito barulho por coisa nenhuma,Noite de reis,Medida por medida, Conto do Inverno,Cimbelino,Megera Domada e A Tempestade.

- Tragédias: Tito Andrônico, Romeu e Julieta,Julio César,Macbeth,Antônio e Cleópatra, Coriolano,Timon de Atenas,O Rei Lear,Otelo e Hamlet.

-Dramas Históricos: Henrique IV,Ricardo III,Henrique V,Henrique VIII.


3. Desenvolvimento

Macbeth e o Delírio do Poder
O poder consegue mudar as pessoas de uma forma além da compreensível. Seduz o indivíduo, fazendo com ele faça qualquer coisa para alcançá-lo e não permita que nada nem ninguém fique em seu caminho. A peça Macbeth retrata essa situação e mostra as conseqüências da buscapelo poder.
Em Macbeth,o personagem principal(o próprio), é corrompido pela ambição.O modo no qual Macbeth se deixa corromper é evidente, pois inicialmente, pensa-se que ele não é o tipo de pessoa que cometeria um assassinato. É sua esposa, Lady Macbeth quem o manipula à cometer o crime. Macbeth tem suas dúvidas,mas Lady Macbeth o convence fazê-lo, como é visto no seguinte diálogo(Ato I,Cena 7),ondeMacbeth expressa suas preocupações e Lady Macbeth o tranquiliza:
“MACBETH - Se falharmos...
LADY MACBETH - Falharmos? Bastará aparafusardes vossa coragem até o ponto máximo, para que não falhemos. Quando Duncan se puser a dormir - e a rude viagem de hoje o convidará para isso mesmo - ambos os camareiros de tal modo dominarei com vinho, que a memória, essa guarda do cérebro, fumaça tão-somente...
tracking img