Logistica empresarial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1671 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

TECNOLOGIA EM LOGISTICA ESPECIAL


Trabalho acadêmico: Atividades Avaliativas em Grupo da Dasciplina de Logistica Empresarial

Trabalho acadêmico apresentado como exigência da disciplina de Logistica Empresarial, do curso de Tecnologia em Logistica Especial, da Universidade Anhanguera Uniderp - Polo Matão.


Profª.Mônica Ferreira Satolani




ETAPA 01
Informações da empresa:
Nome: Marchesan
Localização: Matão
Segmento em que atua: agrícola
Porte/tamanho: grande
Missão e valores: Buscar a satisfação de nossos clientes, através da excelência de nossos produtos.
Produtos comercializados: implementos agrícolas
Público-alvo: exportação e região

2. Rede Logística
A figura 1 abaixo mostra de formaesquemática uma rede logística genérica, onde estão representados seus vários elos: fornecedores, fábricas, centros de distribuição primários, centros de distribuição secundários (ou terminais) e as zonas de demanda. As linhas representam as possíveis ligações entre estes elos, ou seja, os possíveis fluxos físicos entre cada elemento da rede.

[pic]

Os problemas de localização, tipicamente,possuem uma complexidade bastante alta e envolvem um volume de dados muito grande. A complexidade é devida ao fato de a análise ter que lidar com um conjunto extenso de variáveis de decisão que se influenciam mutuamente. Além disto, o número de possíveis alternativas a serem analisadas e comparadas é muito alto, mesmo para problemas de pequeno porte. Não é incomum ter que se trabalhar com centenas deprodutos, centenas de potenciais locais para terminais, centros de distribuição ou fábricas, dezenas de fornecedores, múltiplos modais de transporte e milhares de clientes.

3. Resumo do artigo: “A Logística como ferramenta para melhoria do desempenho em pequenas empresas”.

A logística vem sendo apontada nos últimos anos como um dos principais instrumentos para o aumento da competitividade emempresas dos mais diversos setores.Grandes empresas criaram departamentos e diretorias de logística e passaram a visualizar seus fluxos de materiais,de informações e de recursos financeiros de um ponto de vista interfuncional.
Clientes tendem a escolher produtos e serviços que maximizem seu valor líquido. O valor total obtido pelo cliente em uma aquisição inclui suas percepções relacionadas aoproduto, serviços agregados, características pessoais e benefícios de imagem obtidos. Por outro lado, o custo total de obtenção desse valor inclui custos monetários, de tempo (tempo perdido), de energia física (cansaço físico) e psicológicos (stress).
Embora existam pequenas empresas, ágeis e competitivas no que se refere ao desempenho logístico, muitas das empresas de pequeno porte costumam seincluir no grupo daquelas nas quais as atividades logísticas não estão integradas. Para essas, algumas medidas simples podem contribuir para um aumento significativo do desempenho em termos de nível de serviço e custos logísticos, proporcionando aumento do valor líquido oferecido ao cliente e do valor agregado pela empresa. Portanto, salvo em casos especiais, o momento para compras de insumos degrande valor de giro deve ser definido por um sistema do tipo Materials Requirements Planning (MRP) e não pelo comprador. Os estoques de materiais de menor valor de giro podem ser acompanhados por sistemas baseados em pontos de pedido, mas também exigem algum tipo de controleinformatizado e não devem ser repostos aleatoriamente. Um ponto que normalmente costuma sufocar as pequenas empresas é aexigência de fornecimento JIT por parte de grandes clientes. Fornecer em regime JIT, sem programar sua produção interna pelo mesmo sistema, pode significar a abertura de um grande rombo de caixa. Portanto, se a empresa opera em um mercado no qual o fornecimento JIT é uma tendência nítida, deve pensar em começar de imediato a implantação dessa filosofia internamente, combinando-a com o MRP e os...
tracking img