Conto flor do cerrado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1030 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES
TEORIA LITERÁRIA II
PROFª: GLÓRIA GAMA
ALUNA: MARIA DE LOURDES PEREIRA

Faça uma analise do conto “ Flor do Cerrado” de Maria Amélia Mello, considerando seu tema central eos seguintes elementos da narrativa: do ponto de vista, personagens, tempo e espaço. Citações são permitidas com a devida indicação da fonte.

Oconto flor do cerrado foi publicado em 1984, escrito por Maria Amélia Mello, a mesma vivenciou a era contemporânea da escrita. Contista, jornalista, poetisa ,nascida na cidade do Rio de Janeiro em 1952, concluiu na PUC(rio) o curso de comunicação social. Nos anos 1969 e 1970 morou na Califórnia, absolvendo toda a onda da contra cultura.Tornou-se professora de jornalismo, atuando na imprensanacional em jornais de nomes como o globo, jornal do Brasil e outros. Comotambém em revistas como isto évozes ficção e outras. Desenvolveu importantes projetos culturais.
O conto a flor do cerrado estando dentro do gênero narrativo,como a narrativa segundo Afrânio Coutinho bem coloca no texto Notas de teoria literária (pág 51), “implica uma técnica de arranjo e apresentação, que lhe comunicaestrutura arquitetônica, beleza de forma e unidade de efeito. Estas são as fontes de interesse entre a personalidade do autor e a personalidade de leitor, nesta criando uma um interesse absorvente, uma sintonia psíquica.”
Ele também diz “o seu sentido não é o da realidade mesma, porem aquele que o artista lhe imprime, a luz da sua visão e o narrador personagem protagonista neste conto criou fatosque mexeu no meu interior. Eu senti muitas emoções citadas pela mesma. Ao ler o conto mais de uma vez e em todas pude ver e senti como foramfortes as sensações vivenciadas por ambos.
“Para Aristóteles o enredo é o elemento essencial. A unidade da narrativa é fornecida por uma lógica interna criada pela ordenada relação dos acontecimentos. A visão que formamos da realidade, ficcionista coloca sob aforma de uma trama, em vez de fazer como o filosofo que expõe em termos de abstração.” (Afrânio Coutinho – Notas de teoria literária)
Podemos colocar o enfoque dado à violência urbana, pois uma mulher é assaltada por um menino homem e que pede a sua bolsa, e de repente ela sente um medo, mas surge um desejo e as ameaças do jovem assaltante vão aos poucosperdendo força a mediada que ela demonstraseu interesse pelo rapaz, vai deixando-o confuso. Ela vê o medo em seu olha. O querer seduzir brota em meio à violência e possível morte, havendo uma medição de forças entre os protagonista. Se contra põe , a juventude, a pobreza e arma na mão do rapaz, com , a sede, a solidão ea necessidade de ser usada da madame. Começa a existem uma interação de pensamentos interligados por sensaçõestotalmente opostas. As diferenças existentes entre eles são gritantes, pois a linguagem utilizada pelo menino chega, a ser pornográfica, os gestos grotescos, mas firmes, quando a pegada. De repente aentrega, o dar e receber, fazendo ela se sentir viva, ‘o sangue pulsando e o desejo gritante, se transformando num prazer sem limite, pois ali naquele momento dois seres vivenciam este prazer. A autoracita uma frase de ClariceLispector,“ o ´prazer é uma aventura perto do coração selvagem”
A flor de cerrado, que nomeia o conto, representa a secura do terreno, onde tornasse difícil o nascer da vida. A aridez e a não fecundidade se misturam à da obstinação da flor, que sobrevive,aindaque em condições contrárias. Estas são extensivas ao desejo e vida da protagonista cuja fome gritava presa nocerrado aprisionada e gritava no cerrado.
Quanto aos personagens são em numero de dois, a senhora que é assaltada e o jovem assaltante, ambos não se identificam por nomes.Para Afrânio Coutinho “personagem são as que aparecem numa historia, ou que participam da ação de um romance de uma peça de teatro, um filme, um conto”. O elenco são os personagens. A palavra procede do latim, persona, mascara de...
tracking img