Liturgia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1494 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
APROFUNDAMENTO – SÃO RAFAEL ARCANJO – VISTA ALEGRE – 20/10/2013
LITURGIA
RITOS INICIAIS
São as partes que precedem a Liturgia da Palavra, isto é, entrada, saudação, ato
penitencial, glória e oração do dia. Têm o caráter de introdução e preparação.
Esses ritos têm por finalidade fazer com que os fiéis, reunindo-se em assembleia,
constituam uma comunhão e se disponham para ouvir atentamente apalavra de Deus e
celebrar dignamente a Eucaristia.
ENTRADA
1) Sequencia da procissão












Turiferário com o turíbulo aceso;
Outro acólito com a cruz, com a imagem do crucificado voltada para frente, entra os
castiçais de velas acesas conduzidas por dois acólitos;
Coroinhas;
Leitores;
Ministros da Eucaristia;
Diácono com o evangeliário, depois os diáconosdois a dois;
Sacerdotes;
O Bispo avança sozinho de mitra, levando o báculo na mão esquerda abençoando com
a mão direita;
Pode haver dois diáconos assistentes atrás do Bispo;
Por fim, os ministros do livro, da mitra e báculo.

CANTO DE ENTRADA
Inicia-se com o canto. A finalidade deste canto é abrir a celebração, promover a união
da assembleia, introduzir no mistério do tempo litúrgico (ex.Tempo Comum, Advento,
Quaresma, etc.) ou da festa, e acompanhar a procissão do sacerdote e dos ministros.
SAUDAÇÃO AO ALTAR E AO POVO REUNIDO
Chegando ao presbitério, o sacerdote e os ministros saúdam o altar. Em seguida, em
sinal de veneração, o sacerdote e o diácono beijam o altar e o sacerdote o incensa se for
oportuno.
Executado o canto de entrada, o sacerdote e toda a assembleia fazemsinal da cruz. A
seguir o sacerdote, pela saudação, expressa à comunidade reunida na presença do Senhor.
(ex. “Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito
Santo esteja sempre convosco. Resp. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.).
Esta saudação e a resposta do povo exprimem o mistério da Igreja reunida.
ATO PENITENCIAL
Após a saudação do povo,o sacerdote ou outro ministro qualificado poderá, com
breves palavras, introduzir os fiéis na Missa do dia. Em seguida, o sacerdote convida ao Ato
Penitencial, realizado então por toda a comunidade por uma confissão geral, sendo concluído
com a absolvição dada pelo sacerdote.
GLÓRIA A DEUS NAS ALTURAS
O Glória, hino antiquíssimo e venerável, pelo qual a igreja, congregada no Espírito
Santo,glorifica e suplica a Deus Pai e ao Cordeiro, é cantado pela assembleia de fiéis ou pelo

povo que o alterna com o grupo de cantores ou pelo próprio grupo de cantores. Se não for
cantado, deve ser recitado por todos, juntos ou alternadamente.
É cantado e recitado aos domingos, exceto no tempo do Advento e da Quaresma, nas
solenidades e festas e ainda em celebrações especiais mais solenes.ORAÇÃO DO DIA
A seguir, o sacerdote convida o povo a rezar. Todos se conservam em silêncio por
alguns instantes, tomando consciência de que estão na presença de Deus e formulando
interiormente os seus pedidos. Depois o sacerdote diz a oração que costuma chamar “coleta”
(oração do dia – recolhe as nossas súplicas e intenções para a Missa).
O povo, unindo-se à súplica do sacerdote e dando-lhe asua confirmação, faz sua a
oração pela aclamação AMÉM.
LITURGIA DA PALAVRA
A parte principal da Liturgia da Palavra é constituída pelas leituras das Sagradas
Escrituras e pelos cantos que ocorrem entre elas, sendo desenvolvida e concluída pela
Homilia, a profissão de fé e a oração universal ou dos fiéis.
(O gesto de reverência diante do altar significa respeito, pois o altar significaCristo que
na Missa está presente no sacerdote, no altar e na Eucaristia.)
A(s) leitura(s) e o Salmo devem ser proclamados em um lugar de destaque.
“Palavra do Senhor” recorda de quem são as palavras proclamadas.
A resposta “Graças a Deus” equivale a dois sentidos: agradecimento e confirmação ou
amém.
O Salmo sintetiza o conjunto da celebração.
O Evangelho é um presente em palavra e vida que...
tracking img