Literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2296 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OBRA: BASÍLIO, Margarida. Teoria Lexical. 8. ed. São Paulo: Ática, 2007. 104 p.

Margarida Basílio aborda a formação de palavras a partir de uma posição questionadora. Seus principais questionamentos repousam sobre a motivação que o falante tem para formar novas palavras e sobre a aceitação de determinadas combinações em detrimento de outras. Para a autora a formação de novas palavras a partirda combinação de morfemas já existentes justifica-se pelo princípio da economia linguística, pois a criação de um novo lexema para cada novo conceito que se desejasse expressar acabaria por sobrecarregar a memória do falante. Novas unidades são assim formadas, por derivação ou por composição, por exemplo, quando se quer utilizar o significado de uma determinada palavra em uma outra classegramatical ou quando há a necessidade de alteração semântica sem mudança de classe, como é o caso dos diminutivos.

Antes de seguir em sua investigação, Basílio busca conceituar o termo “palavra”. Para ela, trata-se de uma “unidade linguística básica, facilmente reconhecida por falantes em sua língua nativa”, sendo que o que define se duas palavras são ou não dois lexemas distintos é a naturezaflexional ou derivacional do processo de formação que deu origem à palavra. Para que fique clara a diferença entre os dois processos de formação faz-se necessário, em um primeiro momento, que se compreenda a palavra como uma estrutura complexa, constituída por mais de um elemento, excetuando-se os casos de unidades monomorfêmicas como mar ou boi, por exemplo. A autora apresenta como formativos mínimos, oumorfemas, o afixo e a raiz. O afixo, quando posicionado antes da base, denomina-se prefixo e, quando acrescentado após a base, sufixo. Entretanto, a palavra não deve ser considerada como uma sequência de morfemas, pois há vários níveis ou camadas na estrutura da palavra. Tais níveis podem ser elucidados por meio da análise em constituintes imediatos, como ensina Valter Kehdi[1] (2007, p.11-12).Basílio ainda lembra que palavras podem ser formadas por duas bases, sem a inclusão de afixos.

O fenômeno da formação de palavras tem sido abordado de diferentes maneiras. A gramática normativa, a partir de uma interpretação passiva do termo “formação”, volta-se apenas para a análise de formas já estabelecidas na língua, mesclando critérios descritivos e prescritivos, sincrônicos e diacrônicos.A autora deixa bem claro que uma análise descritiva dos processos de formação de palavras da língua em uso deve levar em conta a distinção entre diacronia e sincronia, principalmente no que tange à análise de novas formas. A abordagem estruturalista americana, que compreende o morfema como a unidade significativa mínima da língua, preocupa-se com o estudo da estrutura de palavras já formadas, dascombinações dos morfemas depreendidos. O problema é que nem sempre o significado de um morfema pode ser isolado do significado global da palavra. A teoria gerativa transformacional, por sua vez, busca analisar justamente a capacidade que o falante tem de formar novas palavras, ou seja, sua competência linguística, as regras acionadas quando há a necessidade comunicativa de formar um novo elemento.Além da necessidade de distinção entre abordagem sincrônica e diacrônica, da análise tanto de formas já existentes quanto de padrões que possibilitam a formação de novos vocábulos, a autora ensina que uma abordagem descritiva do fenômeno de formação de palavras deve descrever também as motivações gramaticais, semânticas ou funcionais de tal fenômeno.

O fato de o léxico apresentar diversassituações de não-previsibilidade de conexão entre forma e significado nas construções lexicais tem levado à criação de várias propostas de separação entre itens lexicais como elementos relevantes para a sintaxe e como elementos de significação extralinguística. Entretanto, para a autora o léxico não é totalmente irregular. Para ela, há palavras regulares, cujo processo de formação coincide como o...
tracking img