Literatura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (526 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O BICHO

VI ONTEM um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Nãoera um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.

Nas ondas da praia
Nas ondas do mar
Quero ser feliz
Quero me afogar.

Nas ondas da praia
Quem vem me beijar?
Quero aestrela-d'alva
Rainha do mar.

Quero ser feliz
Nas ondas do mar
Quero esquecer tudo
Quero descansar.

Porquinho-da-Índia
Quando eu tinha seis anos
Ganhei um porquinho-da-índia.
Que dor de coraçãoeu tinha
Porque o bichinho só queria estar debaixo do fogão!
Levava ele pra sala
Pra os lugares mais bonitos, mais limpinhos,
Ele não se importava:
Queria era estar debaixo do fogão.
Não faziacaso nenhum das minhas ternurinhas…
- O meu porquinho-da-índia foi a minha primeira namorada.

Velha chácara
A casa era por aqui…
Onde? Procuro-a e não acho.
Ouço uma voz que esqueci:
É a vozdeste mesmo riacho.
Ah quanto tempo passou!
(Foram mais de cinqüenta anos.)
Tantos que a morte levou!
(E a vida… nos desenganos…)
A usura fez tábua rasa
Da velha chácara triste:
Não existe mais acasa…
- Mas o menino ainda existe.

A Morte Absoluta

Morrer
Morrer de corpo e de alma.
Completamente.

Morrer sem deixar o triste despojo da carne,
A enxague máscara de cera,
Cercado deflores,
Que apodrecerão - felizes! - num dia,
Banhada de lágrimas
Nascidas menos da saudade do que do espanto da morte

Morrer sem deixar por ventura uma alma errante...
A caminho do céu?
Masque céu pode satisfazer teu sonho de céu?

Morrer sem deixar um soluço, um risco, uma sombra,
A lembrança de uma sombra
Em nenhum coração, em nenhum pensamento,
Em nenhuma epiderme.

Morrer tãocompletamente
que um dia ao lerem o teu nome num papel
Perguntem: "Quem foi?..."
Morrer mais completamente ainda,
-Sem deixar sequer esse nome.

Noite Morta

Noite morta.
Junto ao poste de...
tracking img