Linguagem sql – ddl para mysql

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2016 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Linguagem SQL – DDL para MySQL

A linguagem SQL (Structured Query Language – Linguagem de Consulta Estruturada) é uma linguagem declarativa utilizada por Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Relacionais como: Oracle, SQL Server, MySQL, PostgreSQL, Firebird, e outros.

Devido à sua ampla utilização por diversos SGBDs, surgiram vários “dialetos” para os comandos, que geraram a necessidadede criação de um padrão para a linguagem. Essa tarefa foi realizada pela American National Standards Institute (ANSI) em 1986 e ISO em 1987. Em 1992, foi realização uma revisão da linguagem que recebeu o nome de SQL-92. Em 1999 e 2003, ocorreram novas revisões. Na revisão de 1999, foram adicionados padrões para expressões regulares, consultas recursivas, triggers e algumas características deorientação a objeto. Na revisão de 2003, foram introduzidas características relacionadas a
XML, seqüências padronizadas e colunas com valores de auto-numeração.

Uma dificuldade encontrada na utilização da linguagem SQL por parte dos desenvolvedores ou administradores de bancos de dados é a diferença entre os comandos nos diversos SGBDs, mesmo após a definição dos padrões. Porém, as diferenças nãosão grandes.

Os comandos da linguagem SQL são subdivididos em algumas categorias de comandos como: DDL, DML e DCL.

DDL (Data Definition Language – Linguagem de Definição de Dados)
Os comandos DDL são usados para definir a estrutura do banco de dados, organizando em tabelas que são compostas por campos (colunas). Comandos que compõem a DDL: CREATE, ALTER, DROP.

DML (Data ManipulationLanguage – Linguagem de Manipulação de Dados)
Os comandos DML permitem realizar operações de inserção, alteração, exclusão e seleção sobre os registros (linhas) das tabelas. Comandos que compõem a DML: INSERT, UPDATE, DELETE e SELECT. Alguns autores definem que o comando SELECT faz parte de uma subdivisão chamada DQL (Data Query Language – Linguagem de Consulta de Dados).

CREATE DATABASE
Estecomando é utilizado para criar um banco de dados.

Exemplo:
CREATE DATABASE loja; #cria um banco de dados chamado “loja”.

Comando USE
Sempre que for necessário manipular as tabelas de um banco de dados no SGBD MySQL, será necessário selecionar o banco de dados que se deseja manipular. Para isso, deve ser utilizado o comando USE.
Exemplo:
USE loja; #acessa o banco de dados chamado “loja”CREATE TABLE
Sintaxe:
CREATE TABLE nome_da_tabela (...
definição dos campos
...
);
Exemplo:
CREATE TABLE clientes(
cpf integer unsigned not null,
nome varchar(100) not null,
data_nascimento date not null,
sexo char(1) default ‘M’,
salario decimal(10,2) default 0,
profissao varchar(30),
primary key(cpf)
);

Cláusula DEFAULT
A cláusula DEFAULT permite definir um valor padrão para umcampo, que será utilizado caso não seja informado nenhum valor para esse campo na inserção de um registro na tabela.

Sintaxe:
...
sexo char(1) default ‘M’,
...
No exemplo acima, caso o campo “sexo” da tabela não seja preenchido com um valor durante a inserção de um registro, será assumido o valor ‘M’ para o campo.
Para campos do tipo NUMÉRICO, o valor DEFAULT é escrito sem aspas.
Exemplo:...
salario decimal(10,2) default 0,
...

CONSTRAINTS
a) NOT NULL: define que um campo da tabela é obrigatório (deve receber um valor na inserção de um registro);

b) PRIMARY KEY: define que um campo ou conjunto de campos para garantir a
identidade de cada registro. Quando um campo é definido como chave primária, seu valor não pode se repetir em registros diferentes. Cada tabela sópode ter uma única chave primária.

CHAVE PRIMARIA SIMPLES: composta por um único campo. Exemplo: se for
definido que em um sistema de hotéis não podem existir dois clientes com o mesmo CPF, portanto este campo deverá ser definido como CHAVE PRIMÁRIA.

CHAVE PRIMARIA COMPOSTA: formada por dois ou mais campos. Exemplo: se for definido em um sistema de Agências bancárias que não podem existir...
tracking img