Lietatura brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2104 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A procura da identidade ideológica e a critica social do Brasil, em obras do naturalismo e modernismo.

Rosana de Sousa

Pontes e Lacerda – MT
2012/1



*Rosana de Sousa
Resumo:

O artigo a seguir tem o intuito de realizar uma analise sobre as obras estudas no 6 semestre dadisciplina de literatura brasileira, tomando partida do ponto de vista da procura do povo brasileiro pela sua identidade ideológica e realidade social do povo brasileiro, incluindo as criticas a sociedade.

Palavras chaves: cultura brasileira, realismo, modernismo e criticas.

Abstrat:

Introdução:
Podemos destacar que todas as obras a serem analisadas estão contextualizadas sobre o viés domodernismo e realismo, pois estão seriamente inseridas no contexto histórico social, ideológico e cultural, pois mostram com veracidade as faces contraditórias do nosso país.
Outra característica que se encontrar presente na maioria das obras é a questão senso de humor e ironia, o bom humor usado nas obras ao mesmo tempo em que é engraçado se torna critico isso ocorre de uma forma sátira de fazer piadacom as situações criticas do povo brasileiro.
O contexto social na qual as obras foram publicadas se dá no período em que a ciência estava em alta, a economia do brasil se baseava-se em cana se açúcar e café, onde os proprietários da terra não tinham apenas o poder econômico mais também o poder politico, a sociedade também passava por varias mudanças dentre elas a abolição a escravatura, comovimos em varias obras o preconceito contra o negro e o abalo a estrutura do regime monárquico, onde o Brasil dava inicio a uma nova era politica, a republica.
*Acadêmica do Curso de Letras Português e Literatura da Universidade do estado de mato grosso – campus Pontes e Lacerda.
Para iniciarmos nossa analise nas obras do realismo começaremos com Macunaíma do renomeado escritor Mario de Andrade eBrás Bexiga e barra funda ambas as obras podem ser caracterizadas pela tentativa de instaurar uma etnia e uma cultura para a sociedade brasileira, tanto em Brás quanto em Macunaíma vemos a diversidade de origem na criação do país é consequentemente do povo brasileiro.
Ao tentar instaurar a cultura brasileira devemos levar em consideração também a linguagem desse povo. Vemos então que o personagemMacunaíma faz uso de vários dialetos em momentos diferentes, a questão dialética também se faz presente em Brás bexiga e barra funda, pois os personagens que compõe a obra se aprofundam na cultura e no dialeto dos imigrantes é fácil notar passagens onde palavras do vocabulário italiano acaba sendo inserida no vocábulo da língua portuguesa, as falas dos personagens estão repletas de misturas entre odialeto paulistano com o dialeto do italiano, a junção dos dois acaba por gerar mais um novo dialeto para o país mundialmente conhecido por suas varias formas de falar a mesma coisa.
Quando o autor Mario de Andrade expõe para o leitor o personagem “Macunaíma” como “o herói sem nenhum caráter o mesmo tenta mostrar os problemas da sociedade brasileira, através desse único personagem, dentre osproblemas a importação sociocultural e econômico dos países europeus essa característica pode ser observada em Brás Bexiga quando os personagens acabam retendo para si a cultura e os dialetos dos imigrantes no caso os italianos, a falta de caráter no representante do povo brasileiro Macunaíma, nos mostra a falta de um caráter nacional, um dos momentos em que a questão da falta de caráter está explicitana obra de Alcântara Machado quando o personagem Adriano Melle imigrante da Itália, acaba se apaixonando por Tereza membra de uma conceituada família paulistana, toda a família da moça era contra o romance pelo fato de Adriano ser um mero imigrante, após o moço se dar bem na vida financeira, a situação se volta ao seu favor e a família acaba por aceitar o namoro, essa passagem pode ser destacada...
tracking img