Trabalho de reumatologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5380 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.Inflamação e reações inflamatórias

2. Exames laboratoriais em reumatologia



































|1 |PROCESSOS INFLAMATÓRIOS ................................................................. |04 |
|2 |EXAMES LABORATORIAIS ........................................................................|16 |
|3 |REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................. |23 |










































1. Processos Inflamatórios

1. Introdução

A inflamação deriva-se do latim, “inflammatio”, sendo designada comouma reação dos tecidos vascularizados, resultado de uma agressão qualquer capaz de causar dano celular ou tecidual.

Esta reação é comum a vários tipos de tecidos e é mediada por diversas substancias produzidas pelas células danificadas do sistema imunitário, as quais se encontram eventualmente nas proximidades da lesão.

A participação das células no processoinflamatório começou a ser destacada na segunda metade do século XIX. Assim, Virchow, Arnold e Metchnikoff, descreveram o papel de células próprias dos tecidos, bem como o fenômeno da fagocitose.

A resposta inflamatória está estreitamente interligada ao processo de reparação. Ela serve para destruir, diluir ou encerrar o agente lesivo, mas, por sua vez, põe em movimento uma série deeventos que, tanto quanto possível, cicatrizam e reconstituem o tecido danificado. A reparação começa durante as fases iniciais da inflamação, mas geralmente se conclui depois que a influência nociva for neutralizada.

Durante a reparação, o tecido lesado é substituído por regeneração de células parenquimatosas naturais, para ocorrer o preenchimento do defeito com tecido fibroblástico,ou mais comumente, por uma combinação desses dois processos, cujo objetivo final é livrar o organismo da causa inicial da lesão celular. Sem inflamação, as infecções prosseguiriam desimpedidas, as feridas jamais cicatrizariam e os órgãos danificados poderiam tornar-se permanentes.

Contudo, o objetivo desta atividade é relacionar a inflamação com as reações que ocorrem nasdiversas partes do corpo, propondo um conhecimento basilar.











2. Desenvolvimento

"Nas células estão o fundamento de todos os fenômenos biológicos, e os distúrbios circulatórios que ocorrem na inflamação, sendo uma conseqüência das alterações celulares estimuladas pelo agente flogístico e não o fator primário das inflamações. (Porth, 2004)”.A inflamação é conhecida desde a antiguidade. O primeiro a descrevê-la em seus constituintes fundamentais foi Aulo Cornélio Celso, na Roma antiga, cerca de 50 a.C.
2.1 Conceitos da Inflamação
A inflamação ocorre através de uma reação de agentes externos infecciosos, movidos por um trauma ou outra ocorrência, advindo no tecido conjuntivo vascularizado,incluindo o plasma, células circulantes, vasos sanguíneos e constituintes celulares e extracelulares. As células circulantes incluem neutrófilos, monócitos, eosinófilos, linfócitos, basófilos e plaquetas. As células extracelulares são os mastócitos, que circundam intimamente os vasos sanguíneos. As alterações inflamatórias se dão por mediadores químicos.
2. O Processo InflamatórioA inflamação começa com os neutrófilos migram dos vasos sangüíneos para o tecido inflamado via quimiotaxia, e então removem os agentes patológicos através da fagocitose e da degranulação.
À agressão tecidual se seguem imediatamente fenômenos vasculares mediados principalmente pela histamina. O resultado é um aumento localizado e imediato da irrigação sangüínea, que se traduz...
tracking img