Libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1139 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Disciplina: LIBRAS
Professora:


Aluna: | RA: |


ATIVIDADE COLABORATIVA

Campo Grande MS/ 19 novembro 2011

Sumário
Introdução..................................................02
A LIBRAS....................................................03
Conclusão...................................................05Bibliografia..................................................06

Aluna :
RA:

Atividade Colaborativa

Introdução
O pensamento é inerente ao ser humano e faz parte dele. A forma de transmitir esse pensamento e conhecer o alheio é a comunicação.
Com essa finalidade, a de representar e transmitir pensamentos, é que surgiram os códigos e regras linguísticas, para facilitar a comunicação entre pessoas.
Entretanto, quando nascia com deficiência auditiva, oindivíduo ficava impossibilitado de comunicar-se com os outros, pois a linguagem utilizada entre falantes é totalmente baseada na emissão de sons organizados em estruturas e sequências incompreensíveis para os surdos.
A partir dessa constatação, criou-se a linguagem para surdos, a LIBRAS, que foi legalizada e devidamente regulamentada em 24/04/2002 sob a lei 10.436.
A invenção dessa língua, desseconjunto de códigos para a comunidade surda foi muito importante, pois lhe trouxe a possibilidade de comunicar-se, trocar idéias e pensamentos, bem como transmitir, representar e exteriorizar sentimentos.


A LIBRAS 03
Libras - Língua Brasileira de Sinais - é uma língua que funciona paralelamente àPortuguesa, entre a comunidade surda. Ou seja, é considerada como segunda língua, sendo a Portuguesa, a materna. Apesar disso, os contrastes entre a Língua Portuguesa e a Libras são muitos, e é incrível notar como, mesmo sons emitidos por quem discorre um diálogo pode ter significado. A LIBRAS valoriza bastante cada palavra, cada gesto, fazendo com que se torne muito simples ou muito complexa aosolhos de quem observa sua transmissão.
Dentre os vários contrastes existentes entre essas duas línguas, podemos citar alguns, como por exemplo: a LIBRAS é visual-espacial e a Língua Portuguesa é oral-auditiva; a LIBRAS é baseada nas experiências visuais, mediante as interações culturais surdas, enquanto a Língua Portuguesa constitui-se baseada nos sons; a LIBRAS não tem marcação de gênero,enquanto que na Língua Portuguesa o gênero é marcado, a ponto de ser redundante; a LIBRAS atribui um valor gramatical às expressões faciais. Este fator não é considerado como relevante na Língua Portuguesa, apesar de poder ser substituído pela prosódia; palavras e expressões que são ditas na LIBRAS, não são ditas utilizando o mesmo tipo de construção gramatical na Língua Portuguesa. Desta forma, podeacontecer de uma grande frase ser necessária para dizer poucas palavras em uma ou outra língua; a escrita da LIBRAS não é alfabética.
Pela complexidade e diversidade apresentada por essa língua, é importante que a criança surda seja exposta a ela desde a idade tenra, ou seja, desde a educação infantil, para criar maior familiaridade com os símbolos e estruturas linguisticas. Isso é importante porquequando a criança ainda é bem pequena, absorve melhor as informações, compreendendo melhor as atividades, desde que comece cedo a ter contato com o ensino da LIBRAS. Também, o conteúdo programático da educação infantil é mais baseado no lúdico, por tanto, mais fácil e prazeroso de ser absorvido pelas crianças ao aprender essa língua, além de que, quanto maior o tempo de convívio com a LIBRAS,maior será a possibilidade de assimilar conteúdos com precisão.

04
É importante nessa fase, que a criança tenha aulas com professores bem formados e capacitados para essa função. Para isso,...
tracking img