Libras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1335 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
LIBRAS – A HISTÓRIA E CULTURA DO SURDO NO BRASIL


Sara Susiane Machado de Oliveira
Professora Karen
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Ped 0516
23/06/12


RESUMO

A história da educação dos surdos é marcada por conflitos, nas quais todos serão tratados o decorrer desta pesquisa. A mesma também teve como objetivo conhecer o que é surdez e de que forma ela semanifesta, a história e a cultura do surdo no Brasil e particularmente no Rio Grande do Sul, e, também, como se dá a educação escolar de pessoas com surdez. Será trabalhado o que é a LIBRAS, sua importância, seus parâmetros e de que forma é realizado o seu trabalho na sala de aula. Foi utilizado como método diversas fontes de pesquisa, todas se encontram nas referências.Palavras-chave: Cultura, LIBRAS, surdez


INTRODUÇÃO

É considerada surda toda pessoa que possui privação parcial ou total do sentido de ouvir, essa surdez pode ser de origem congênita ou pode ser adquirida posteriormente.
Todos nós temos uma cultura, inclusive o surdo, e assim como os ouvintes o surdo deve conviver com outros surdos para que desenvolva a suacultura, a cultura surda.
A história do surdo é marcada por muitos conflitos, no decorrer deste trabalho serão apresentados estes conflitos e a história do surdo no Brasil e no Rio Grande do Sul. Quanto à educação escolar, apresentarei de que forma ela se dá em sala de aula, bem como o que é o bilingüismo e de que forma deve ser trabalhado. A Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS – é a primeira línguado surdo, a seguir conheceremos qual a sua importância e quais são os seus parâmetros.

2 O SURDO E SUA CULTURA

Surdez é a privação parcial ou total do sentido de ouvir, ela pode ser congênita, ou seja, aquela causada por viroses ou doenças desenvolvidas durante a gravidez, ou simplesmente predisposição genética, ou adquirida, aquela adquirida posteriormente através de doenças ouacidentes. A aquisição da linguagem dos ouvintes se dá através da comunicação oral, já a do surdo se dá através da comunicação visual – a LIBRAS.
As culturas em que nascemos se constituem em locais de fontes de identidade cultural. Assim sendo, o surdo se não adquire sua cultura acaba por ser um sujeito “deslocado”, ou seja, sem língua, sem identificação. As Instituições culturais surdas são as grandesresponsáveis pela cultura surda, pois contém símbolos e representações que os levam a construir sua identidade cultural.
Hall, pesquisador de identidades culturais diz que cultura é um discurso, um modo de construir sentidos que influencia e organiza tanto nossas ações, como concepção de nós mesmos.

3 EDUCAÇÃO DE SURDOS NO BRASIL

Dados recentes do IBGE apontam que o número total de surdosbrasileiros é de 5,7 milhões.
Eduard Huet com o apoio de D. Pedro II fundou o INES, Imperial Instituto de Surdos e Mudos que utilizava a língua de sinais como metodologia.
A história da educação dos surdos percorreu um longo caminho e passou por fases distintas, segundo LIMA (2006) elas podem ser divididas em três abordagens: a primeira delas é a abordagem oralista, que se caracterizava porcapacitar o surdo à linguagem oral, tornando-o um “falante”, onde o professor assume mais o papel de terapeuta do que de educador. A segunda abordagem LIMA definiu por abordagem da comunicação total, na qual se admitia a língua gestual, porém, somente como um passo para a língua oral. Finalizando, a terceira abordagem era a bilíngüe, que aceitava a utilização de duas línguas: a língua de sinais ea língua portuguesa.

4 EDUCAÇÃO DO SURDOS NO RIO GRANDE DO SUL

Em 1927, a professora alemã Louise Schmit fundou o Instituto Ipiranga em Porto Alegre, era uma escola internato.
As informações e conteúdos eram passados oralmente. Os surdos somente podiam se comunicar de forma oral, caso tentassem fazer uso de sinais eram castigados, o castigo mais comum era o da palmatória.
O surdo passou...
tracking img