Levantamento preliminar da entomofauna noturna em área antropizada, no município de vassouras – rj.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1069 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
LEVANTAMENTO PRELIMINAR DA ENTOMOFAUNA NOTURNA EM ÁREA ANTROPIZADA, NO MUNICÍPIO DE VASSOURAS – RJ.

Adir Giannini da Costa1 (*)
Carolina Rossini Simões1, Lucas Pacheco dos Santos Lomba1, Stéfanni Ribeiro de Assis1 e
Paulo César R. Cassino2

1 - Graduando de Engenharia Ambiental da USS
2 - Professor do CECETEN-USS
(*) adgiannini@gmail.com

INTRODUÇÃO
A Mata Atlântica é um dos 34hotspots mundiais de biodiversidade. Cerca de 93% de sua área original foi devastada e, ainda assim, resguarda mais de 8.000 espécies endêmicas de plantas vasculares, insetos, anfíbios, répteis, aves e mamíferos (Myers et al., 2000). Atualmente, as florestas remanescentes se transformaram em vários arquipélagos de fragmentos florestais pequenos e separados entre si (Gascon et al., 2000). Nas áreasfragmentadas, ocorre redução de biodiversidade gênica, pois as relações entre esses organismos presentes ficam prejudicadas (Araújo, 2007). Os ambientes com grande influência antrópica apresentam baixa diversidade de espécies, pois esta é dependente da diversidade de plantas e nas áreas antropizadas a diversidade vegetal é baixa (Macarthur & Macarthur, 1961).
A maioria das espécies ameaçadas deextinção no Brasil encontra-se na Mata Atlântica (Tabarelli et al., 2003). O Programa Nacional de Biodiversidade é um exemplo de conservação do bioma, haja vista o destaque dado por este Programa às espécies endêmicas em via de extinção. Ainda de acordo com esta concepção, foi criado o Corredor de Biodiversidade Tinguá-Bocaina (integrante do Corredor de Biodiversidade da Serra do Mar), abrangendo osfragmentos remanescentes de Mata Atlântica entre a Reserva Biológica do Tinguá e o Parque Nacional da Serra da Bocaina. O Corredor de Biodiversidade Tinguá-Bocaina compreende nove municípios da região sul fluminense, dentre os quais o de Vassouras. Neste contexto, a análise da diversidade da entomofauna desta região torna-se essencial para contribuir com a conservação dos fragmentos de MataAtlântica, município de Vassouras – RJ.

OBJETIVOS
O levantamento da entomofauna noturna objetiva avaliar a diversidade existente em área antropizada, localizada no Município de Vassouras – RJ.

MATERIAL E MÉTODOS
O Projeto foi conduzido na Unidade de Pesquisas da Universidade Severino Sombra, denominada Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão Professor Antônio Orlando Izolani, localizada nomunicípio de Vassouras – RJ. Foi utilizada armadilha luminosa, que é considerado dispositivo de atração e captura de insetos que apresentam fototropismo positivo (atividade noturna e atração pela luz entre as 19 h e 5 h). A armadilha foi instalada a 2 metros do solo, nas proximidades de um pasto, apresentando cobertura vegetal periférica bastante antropizada. À armadilha foi acoplado um pote coletor,contendo uma solução composta de formol (10%), detergente (5%), álcool (20%) e água (65%). As coletas foram realizadas quinzenalmente, no período compreendido entre 18 de fevereiro de 2011 a 1º de abril de 2011, perfazendo 4 coletas, totalizando 52 horas de espaço amostral. A armadilha era ligada às 17 horas e retirada às 6 horas da manhã seguinte. Após cada coleta, eram feitas as triagens e aidentificação de Ordens e Famílias dos insetos. Depois de identificado, o material foi armazenado em frascos, contendo álcool etílico a 70%.
Para a estimativa da diversidade local, foi utilizado o Índice de Shannon-Wiener, através do software Excel. Este índice é a medida de diversidade mais consagrada, pois expressa a importância relativa das Ordens, assumindo, também, que os indivíduos sãoamostrados ao acaso e que todas as Famílias estão representadas na amostra coletada, sendo independente do tamanho da amostra. (Keiko Uramoto, 2005).

RESULTADOS E DISCUSSÃO
Durante o período de coleta foram capturados 1030 indivíduos distribuídos em 10 Ordens. A Ordem Coleóptera apresentou maior frequência relativa de insetos (50,8%), seguida de Hymenoptera (18,1%), Díptera (13,8%) e Lepidoptera...
tracking img