Leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 244 (60867 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Kalena

Livro I A Fortaleza do Centro

Eder Sabino Carlos

CAPÍTULO 1
Noite trágica
Apesar de estar uma noite linda e estrelada, com uma enorme lua cheia que iluminava toda Kalena, a floresta de KiBay permanecia na penumbra. Parecia uma noite comum como todas as outras, mas esta seria diferente, seria uma noite decisiva que com certeza mudaria a história deste lugar. KiBay era umafloresta bem densa com poucos caminhos mal traçados, pois poucos se atreviam enfrentá-la, pois ela transpirava o medo e o sofrimento dos que tentavam vencê-la; Estava muito escuro, mas ainda penetrava alguns feixes de luz através de algumas frestas nas copas das árvores, dando a ela um visual ainda mais sombrio, fazendo seus troncos parecerem silhuetas de monstros vigiando todos os movimentos. Estava umsilêncio total, gélido e enigmático, fazendo parecer que até os animais, insetos e outras coisas extraordinárias que o povo vivia dizendo que a habitava, aguardassem algo acontecer. O silêncio só foi quebrado com o ranger de uma carroça velha, que naquele momento cruzava um caminho estreito e quase intransponível. -Sabe é a primeira vez que entro nesta floresta - disse uma voz feminina - sempreme disseram que aqui moram seres esquisitos. -Sim, com certeza aqui é bem perigoso - disse a voz de um velho. -Você tem certeza que foi melhor sairmos durante a noite, pois esta floresta já é perigosa durante o dia, imagine há esta hora.

1

- Mas a chance de nos seguirem a noite é bem menor. - Mas e os Málacas? - disse ela ficando cada vez mais nervosa -Eles não costumam atacar nesta parte dafloresta, pois é muito perigoso até para eles, além do mais, peguei esta carroça velha para não parecer que temos algo para ser roubado. Quando ele disse isto, ela começou a ficar apavorada. -Nossa se é perigoso para aqueles marginais, imagine para nós. Então ela olhou para o velho e disse bem firme - vamos voltar! -É impossível! -E por que é impossível? - rebateu ela -Quando sairmos da florestaeu te explico - disse o velho tentando cortar o assunto. -Mesmo assim acho que não deveríamos ter saído hoje, pois estou com um mau pressentimento, como se algo iria acontecer de muito ruim. - Tinha que ser hoje, já não havia mais sentido você continuar lá - falou a voz já esganiçada do velho - poderia se tornar muito perigoso, pois você já não fazia mais parte de lá. A mulher fez um brevesilêncio, e começou a acariciar seu anel e se perdeu em pensamentos, era um anel tosco feito com certeza por alguém que não tinha nenhum conhecimento de artesão, mas com certeza devia significar muito para ela. -Não me conformo, eu tenho certeza que ele nunca iria me deixar ir embora. - Já disse - retrucou o velho - já estava se tornando muito perigoso. Ela então silenciou, notando que o velho não estavaquerendo mais prosa com ela. Então cada vez mais eles iam penetrando na floresta, que parecia interminável. Ela ia observando cada detalhe das árvores, pois pareciam olhar para ela de tão sinistras que eram.

2

Depois de algumas horas sem ninguém conversar, ela percebeu uma coruja branca observando-a. -Será que elas pensam? - Perguntou a mulher para o velho tentando quebrar o gelo domomento. -Quem? – Perguntou o velho intrigado. - As corujas! – Disse apontando para ela. Ele olhou e então sorriu pela primeira vez e disse: - Sim – elas são muito observadoras e podem ser de muita serventia para quem as trata bem. –- Serventia? - perguntou ela com muita curiosidade, esquecendo por um breve momento que estava dentro daquela floresta tenebrosa. - Exato, quando você as trata com carinhoelas costumam te acompanhar e observar tudo ao seu redor e por terem os sentidos muito aguçados te avisa se algum perigo se aproxima de você. -Interessante, acho que vou criar uma - disse ela em tom de brincadeira - mas do jeito que as coisas andam ela rapidinho vai querer ir embora. - Por quê? -Ora do jeito que você diz que eu corro perigo - ela vai ter que fazer hora extra até durante o dia - e...
tracking img