Lantana camara

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1793 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A Lantana camara pertence à família das Verbanaceas, que compreende cerca de 91 gêneros e 1900 espécies de distribuição pantropical, principalmente em terras baixas. No Brasil, existem 16 gêneros e aproximadamente 140 espécies.
Compostas por ervas, árvores, arbustos e subarbustos. As folhas são opostas ou subopostas, verticiladas, normalmente simples, porém, às vezes palmadas. Asinflorescências se apresentam cinosas ou racemosas, congestas ou laxas. As flores são bastante polimorfas, hermafroditas; geralmente zigomorfas. O cálice apresenta 5 lobos persistentes; a corola apresenta 4 ou 5 lobos, às vezes bilabiada, formando um tubo distinto. Os estames são em número igual ao dos lóbulos. O fruto é drupa ou esquizocarpo com 1 a 4 sementes, raramente cápsula bivalvada.
Sãopolinizadas por insetos e por aves. A dispersão é feita geralmente por animais, e ás vezes pelo vento.
Algumas espécies são usadas como ornamentais como a Lantana (chumbinho). As flores das Lantanas são umbeladas e de diversas cores (róseas, alvas, amareladas e vermelhas).
Por possuir propriedades balsâmico-aromáticas, as Verbanaceas se aproximam das Labiatas e servem para preparar loçõesperfumosas, para fazer chás estimulantes e anti-febris. Para combater tosses e bronquites, as mais utilizadas são os diversos “cambarás”.
Todas as Lantanas recebem o nome de “cambará”, a sua importância como chás peitorais e como banhos para coceiras em geral foi evidenciada no século XVI por citações de Gabriel Soares de Souza.
Por ser nativa de todo o Brasil e apresentar flores de coresvariadas, é amplamente cultivada como planta ornamental. É vigorosa e persistente, considerada como “planta daninha” em áreas de pastagens, além de tóxica para o gado vacum e carneiro. Sendo bastante utilizada na medicina caseira em diversas regiões do Brasil.




Descrição Macroscópica

Arbustos de 1-2m de altura, ramos longos e frágeis, hirsutos, ásperos, às vezes aculeados; bastantes espinhosrecurvados e mais ou menos pilosos. Inflorescência capituliforme e com flores periféricas amarelas e centrais vermelhas.
Caules: semi-lenhoso a lenhoso, muito ramificado, tetragonal, densamente aculeado. A coloração de caules novos é verde, com manchas pardo avermelhadas.
Folhas: simples, pecioladas, pedúnculo floral longo, ocorrendo em pares e de forma oposta, são aromáticas, crenadas e deramos quadrados. São ovadas ou cordadas, franzidas, ásperas, pilosas, com 5-8 cm de comprimento.
Inflorescência: terminal ou axilar, a partir das folhas superiores, umbeliforme, começando a florir da periferia para o centro. As corolas das flores individuais mudam de coloração com a idade e num capítulo a maturação é progressiva, da margem à parte central. Assim, encontram-se flores com coresdiferentes num mesmo capítulo, culminando num efeito decorativo bonito.
Flores: hermafroditas, cálice pequeno, com 4 lobos triangulares curtos; corola tubulosa com 4 lobos sendo 1 maior, de coloração laranja ou vermelha. A coloração dos lobos muda com a idade; a parte central também apresenta coloração diferenciada. O comprimento da corola é cerca de 1 cm. Androceu didínamo, com anteras oblongas,rimosas, epipétalas. Gineceu formado por ovário súpero, estilete crasso e estigma alargado.
Fruto: drupóide e indeicente, em baga preta, pequena com mesocarpo carnoso e sucoso na maturação. Superfície do exocarpo de coloração roxo-escura a preta, brilhante, lisa na maturação e após, enrugada. Superfície do endocarpo de coloração de amarelada a castanho-amarelada ou castanho-avermelhada, fosca,geralmente com restos do exocarpo aderentes.
Semente: possui forma muito variável, a membrana apresenta coloração esbranquiçada. No Brasil é freqüente as sementes apresentarem embriões com desenvolvimento incompleto, deixando comprometida a viabilidade de muitas sementes.
Unidades de dispersão: os frutos maduros se desprendem da planta (conservando as sementes) e podem também serem ingeridos...
tracking img