Kattiely

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 144 (35833 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Introdução

Wicca (nome alternativo para a arte da feitiçaria moderna) é uma religião de natureza xamanístíca, positiva, com duas deidades reverenciadas e adoradas em seus ritos: a Deusa (o aspecto feminino e deidade ligada à antiga Deusa Mãe em seu aspecto triplo de Virgem, Mãe e Anciã) e seu consorte, o Deus Chifrudo (o aspecto masculino). Seus nomes variam de uma tradiçãowiccaniana para outra, e algumas delas usam nomes de deidades diferentes, tanto em seus graus mais elevados como nos inferiores.
Frequentemente, Wicca inclui a prática de várias formas de magia branca (geralmente com propósitos de cura ou para neutralizar a negatividade) e ritos para harmonização pessoal com o ritmo natural das forças da vida marcadas pelas fases da lua e pelas quatro estações doano.
Wicca (que também é conhecida como "Arte dos Sá-bios^ou, muitas vezes, somente como "A Arte") é considerada por muitos uma religião monista, assim como panteísta, e faz parte do ressurgimento atual do paganismo ou movimento neopagão, como muitos preferem chamar.


"Hoje em dia muitas pessoas que se definem
como Pagãs utilizam a palavra como termo ge-
nérico para as"religiões naturais e nativas, em
geral politeístas, e também para seus adeptos".
Em termos simples, é uma religião positiva, ba-
seada na natureza, que prega o amor fraterno e
a harmonia, e o respeito por todas as formas de
vida. É muito semelhante à espiritualidade dos
nativos americanos. Suas origens estão no início
do desenvolvimento humano da religião: dei-dades animistas gradualmente assumem uma
nova definição, transformando-se em Deus ou
Deusa de toda a Natureza. Esse Deus ou essa
Deusa — sob nomes diferentes em épocas e locais
diferentes — pode ser encontrado em quase to-
dos os sistemas religiosos históricos do mundo.
O Paganismo não se opõe e nem nega qualquer
outra religião. Ele é, simplesmente, uma fé pré-cristã.
A maioria dos Pagãos parece concordar com
várias dessas crenças comumente sustentadas:
"(l) A divindade é imanente ou interna, bem
como transcendente ou externa. Isso é expresso
com frequência nas frases Tu és Deus e Tu és
Deusa'. (2) A divindade costuma manifestar-se
sob a forma feminina, o que resultou num grande
número de mulheres atraídas paraa fé e ingres-
sando no clero. (3) Uma multiplicidade de deuses
e deusas, como deidades individuais ou como
facetas de um ou de alguns arquétipos, originou
sistemas de lógica de valores múltiplos e aumen-
tou a tolerância em relação às outras religiões.
(4) O respeito e o amor pela Natureza como algo
divino por direito próprio fazem da conscientiza-
çãoecológica e dessa atividade uma obrigação
religiosa. (5) Descontentamento com as organi-


zaçÕes religiosas monolíticas e desconfiança de
supostos messias e gurus. Isso dificulta a orga-
nização entre os Pagãos, mesmo "para o seu pró-
prio bem9, e leva a mutações constantes e ao
crescimento do movimento. (6) A convicção de
que os seres humanos foram feitos para viver
vidas repletas dealegria, amor, prazer e humor.
Os conceitos ocidentais tradicionais de pecado,
culpa e retribuição divina são vistos como uma
interpretação errada das experiências naturais
de crescimento. (7) Um simples conjunto de ética
e de moralidade para evitar prejudicar outras
pessoas. Uns ampliam esse conceito para alguns
ou todos os seres vivos e o planeta como um todo.
(8) O conhecimento de que,com treinamento e
intenção apropriados, as mentes e os corações
humanos são totalmente capazes de realizar to-
da magia e milagres de que, provavelmente,
necessitarão por meio do uso dos poderes psíqui-
cos naturais que todos possuem. (9) A importân-
cia da conscientização e celebração dos ciclos
solar e lunar e também de outros em nossas
vidas. Isso provocou uma investigação e a re-...
tracking img