Jxfnghouie

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Básica e Secundária de Calheta Ano Lectivo 2011/2012 Português - 11º Ano Nome: André Isidro Abreu Pestana nº: 1 Turma: 1 Avaliação:

Plano do oral reflectido
Tema: Transporte no tempo, de Ruy Belo.

Objectivos:  Apresentar da obra;  Apresentar a biobibliografia do poeta;  Declamar o poema;  Analisar o poema  Explorar uma imagem e a biobibliografia do pintor;  Relacionar a obraanalisada com Cesário Verde;  Comentar sobre o livro apresentado.

Material:  Transporte no tempo, de Ruy Belo;  Enciclopédias;

Bibliografia/netografia:  Enciclopédia luso-brasileira de cultura – volume III;  Dicionário da literatura;

 Os grandes artistas do impressionismo: van Gogh, Monet, Renoir, Degas – editora: difusão cultural – editor Eduardo Martins Soares; http://www.presenca.pt/livro/ficcao-e-literatura/classicosportugueses/transporte-no-tempo/;  http://www.astormentas.com/biografia.aspx?t=autor&id=Ruy+Belo;  http://pt.scribd.com/doc/56949189/Ruy-Belo-Biografia;  http://pt.wikipedia.org/wiki/Ruy_Belo  http://pt.wikipedia.org/wiki/Claude_Monet  http://www.e-biografias.net/claude_monet/  http://www.notapositiva.com/resumos/portugues/recursosestilisticos.htm Escola Básica e Secundária de Calheta Ano Lectivo 2011/2012 Português - 11º Ano

Plano de apresentação
1.Apresentação da obra: 1.1.Identificação da obra e do autor; 1.2.Exposição da biobibliografia do poeta. 1.3.Declamação do poema; 2. Análise do poema: 2.1.Análise temática; 2.1.1.Tema do poema; 2.1.2.Sentimento do sujeito poético; 2.1.3.Marcas temporais; 2.1.4.Sujeito enunciado;2.1.5.Recursos estilísticos; 2.2.Análise formal. 2.2.1.Número de estrofes; 2.2.2.Esquema rimatico; 2.2.3.Tipo de rima; 2.2.4.Escanção métrica; 2.2.5.Classificação das estrofes; 3.Leitura pictórica: 3.1.Apresentação da imagem; 3.2.Breve biobibliografia do pintor;

3.3.Analise do texto pictórico. 3.3.1.Perspectiva: 3.3.2.Morfologia: 3.3.3.Análise de luz: 3.3.4.Cromatismo: 3.3.5.Técnica 3.3.6Composição:4.Conclução: 4.1.Breve resumo da apresentação; 4.2.Comentario ao livro lido.

Escola Básica e Secundária de Calheta Ano Lectivo 2011/2012 Português - 11º Ano

Oral Reflectido
Apresentação da obra: Identificar a obra e do autor: A obra que eu vou tratar e o Transporte no Tempo de Ruy Belo que foi pela primeira vez publicado em 1973 um livro que retrata o universo visto pelo poeta é um livro em queo sujeito poético não se baseia em nenhum tema em especifico mas sim na diversidade de temas. Biobibliografia do autor: Poeta e ensaísta português que nasceu a 27 de Fevereiro de 1933 no concelho de Rio Maior distrito de Santarém. Tirou o curso de Direito pela Universidade de Lisboa. Sendo também licenciado em Filologia Românica. Apesar do curto período de actividade literária, Ruy Belo tornou-seum dos maiores poetas portugueses da segunda metade deste século. Em 1991 foi condecorado por ser um grande oficial da ordem militar de Santiago de Espanha. Passou pela impressa onde foi director literário da Editorial Aster e também foi chefe de redacção na revista Rumo. Obras poéticas publicadas      Homem de Palavra (1969) Transporte no Tempo (1973) País Possível (1973) A Margem da Alegria(1974) Toda a Terra (1976)

Declamação do poema: Mas que sei eu Mas que sei eu das folhas no outono ao vento vorazmente arremessadas quando eu passo pelas madrugadas tal como passaria qualquer dono? Eu sei que é vão o vento e lento o sono e acabam coisas mal principiadas no ínvio precipício das geadas que pressinto no meu fundo abandono Nenhum súbito súbdito lamenta a dor de assim passar queme atormenta e me ergue no ar conmo outra folha qualquer. Mas eu que sei destas manhãs? As coisas vêm vâo e são tão vãs como este olhar que ignoro que me olha Análise temática: Tema do poema: No meu ponto de vista eu acho que este poema tem dois temas predominantes que são o da infelicidade do autor e a insatisfação com a vida por querer mais do que talvez tinha. Sentimento do sujeito poético:...
tracking img