Juventude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3752 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Vulnerabilidade Juvenil
A vulnerabilidade social é um conceito que tem sua origem na área dos Direitos Humanos. Refere-se a grupos ou indivíduos fragilizados, jurídica ou politicamente, na promoção, proteção ou garantia de seu direito à cidadania.
Apesar de ser um conceito formulado recentemente, existe um consenso entre os autores que estudam essa temática, de que a vulnerabilidade socialapresenta um caráter multifacetado, abarcando inúmeras dimensões, a partir das quais pode-se identificar situações de vulnerabilidade dos indivíduos, famílias ou comunidades. Essas dimensões estão ligadas tanto às características próprias dos indivíduos ou grupos quanto àquelas relativas ao meio social no qual estão inseridos.
O objeto da vulnerabilidade estudada é da juventude, o qual abordaráalgumas de suas dimensões.
Quanto a questão das drogas, tem-se que corresponde a um problema proeminente e abrangente, a nível mundial, caracterizando-se, portanto, como um grave problema social e de saúde pública.
De acordo com Ruotti, Massa e Peres (2011), a vulnerabilidade pode ser compreendida como a forma como o indivíduo enfrenta eventos adversos e adota certos comportamentos, sob aperspectiva de uma pessoa engajada em um sistema de relações e problemas de diferentes ordens (sociais, políticos e econômicos), que influenciam nas suas escolhas e condições de vida. Porém, para Bellenzani e Malfitano (2006), a vulnerabilidade está ligada ao sofrimento e adoecimento psíquico. Esses fatores estariam relacionados às questões culturais, históricas e sociais. De acordo com as autoras, ossofrimentos psíquicos presentes na população de crianças e adolescentes apresentam-se na forma de depressão, hiperatividade, ranstornos de condutas, agressividade generalizada, uso abusivo de substâncias psicoativas, dentre outros.
Desta forma, a dependência pode ser compreendida pelos problemas que o indivíduo carrega e as influências, tanto sociais como cognitivas. Portanto, focar o tratamento noindivíduo nem sempre será mais satisfatório, sendo melhor que as intervenções sejam focadas da família para o indivíduo (SCHENKER e MINAYO, 2005). O indivíduo que recebe amor, carinho, atenção e limite adequado, tem maior possibilidade de tornar-se um adulto centrado.
Ao contrário, se o indivíduo conviver com um ambiente familiar disfuncional, e for tratado com falta de carinho, falta de amor eimpaciência, apresenta muito mais chances de se tornar uma pessoa frustrada, com comportamentos desapropriados e dificuldades emocionais.
Assim, esse indivíduo se tornará alguém com baixa autoestima para resolver seus conflitos e, por consequência, tornando-se frágil para enfrentar as adversidades da vida, encontrando nas drogas o caminho de fuga dos problemas.
Segundo Schenker e Minayo (2005), osfatores de risco em relação ao uso de drogas podem estar relacionados a seis domínios da vida (o individual, o familiar, o midiático, o escolar, os amigos e a comunidade de convivência) relacionados entre si, sendo que cada pesquisa na área enfatiza determinadas variáveis. Exemplos dessas variáveis são: sexo, idade, nível socioeconômico, desempenho escolar, trabalho, uso de drogas na família,entre outros.
Quanto a vulnerabilidade à violência, o que se traduz na morte precoce de tantos. De fato, alguns dos autores citados e outros consideram que, se a falta de alternativas de trabalho e lazer não é traço novo na vida dos jovens de baixa renda no Brasil, o medo, a exposição à violência e a participação ativa em atos violentos e no tráfico de drogas seriam marcas identitárias de umageração, de um tempo no qual vidas jovens são ceifadas. O que ocorreria hoje mais que em nenhum outro período da idade moderna, exceto em circunstâncias de guerra civil ou entre países. Ou seja: a violência que mata e sangra seria marca dos tempos atuais e não peculiar de uma classe, a pobre, fato que se destaca em pesquisa sobre juventude e violência em Brasília, entre jovens de classe média e alta,...
tracking img